Arquivo da tag: windows 7

Rails 3 no Windows 7

Fonte: Gabriel Ferrari/IMasters

Olá a todos, hoje vi a necessidade de instalar o Rails 3 em uma máquina com windows.

Para versões sempre utilizei o instant Rails e atendeu minhas necessidades, mas não conheço updade dele para a versão 3 do rails

então vou resumir aqui para você que está com dificuldades e duvidas e quer algo funcional.

Vamos começar instalando o Ruby

Aqui você pode encontrar um exe para instalação.

http://rubyinstaller.org/


Aqui está a versão que instalei:

1.9.3 do Ruby

http://rubyforge.org…er-1.9.3-p0.exe

Depois de instalado, abra o console que é criado e execute o comando

gem update --system

Ele serve para atualizar as gems.

Depois falta apenas o Rails que é um pouco mais demorado na instalação, mas é fácil de instalar também! basta executar no prompt.

gem install rails --no-ri --no-rdoc

Ta aí.

Microsoft mostra detalhes da redução do uso de memória no Windows 8

Um dos grandes sucessos do Windows 7 foi a promessa da entrega de menor uso de memória que seu antecessor, o Vista, e se mostrou até mais rápido.

E o Windows 8 pretende continuar essa ‘tradição’. Na conferência //build/, Steven Sinofsky, presidente da Divisão Windows, impressionou os participantes com uma screenshot com o gerenciador de tarefas rodando Windows 7 e Windows 8. O netbook, o mesmo usado na demonstração do pré-beta do Windows 7 há três anos, teve uma redução de quase 120 MB no uso de RAM.

A redução impressiona quando levado em consideração que o Windows 8 inclui o Microsoft Security Essentials integrado a um novo Windows Defender.

Entre as técnicas que a equipe da Microsoft utilizou para atingir essa redução elas estão:

Compartilhar porções de memória em diferentes processos: o gerenciador de memória do Windows tenta remover bloqueios do sistema de memória que já são duplicados em outros programas executados. As porções “únicas” de memória são aquelas relatadas no gerenciador de tarefas, na coluna “Memória”, dos Windows 7 e 8.

Colocar mais serviços carregamento sob demanda ou na inicialização manual: comparado com o Windows 7, os serviços Plug and Play, Windows Update, e User PnP Framework são carregados sob demanda no Windows 8. Ou seja, eles são ativados por um gatilho e continuam sendo executados para completar uma tarefa requisitada antes de serem desligados. O Windows 8 também tem novos serviços no novo suporte para o sistema operacional, mas eles são carregados sob demanda ou configurados para uma inicialização manual.

Mais detalhes podem ser vistos no blog Building Windows 8.

Informações originalmente publicadas em Neowin

Fonte: IMasters

Versão final do Samba 3.6.0 é lançada

Ontem, os desenvolvedores do Samba anunciaram a versão 3.6.0 final. O Samba é um programa, utilizado em sistemas operacionais do tipo Unix, que simula um servidor Windows, permitindo que seja feito gerenciamento e compartilhamento de arquivos em uma rede Microsoft. O destaque do lançamento é o suporte para SMB2, o protocolo usado pelo Vista e pelo SMB2.1, utilizado pelo Windows 7.

Os desenvolvedores não estão permitindo o uso do SMB2 como padrão, pelo fato de ser uma primeira versão, mas incentivam usuários e OEMs a realizar testes e a relatar os resultados obtidos. Assim, eles podem ter certeza sobre a estabilidade e o desempenho da implementação, podendo habilitá-lo como padrão em uma versão futura.

Além disso, o Samba 3.6.0 traz a adição do SMBTA (SMB Traffic Analyser) para permitir aos usuários o monitoramento e a criação de estatísticas em seus servidores SMB, e o envio de informações do disco sobre as ações dos diretórios NFS importados no Linux, graças a um novo backend baseado na versão Solaris/FreeBSD.

Fonte: Under-Linux

Microsoft lança software de desenvolvimento para Kinect

A Microsoft disponibilizou nesta quinta-feira uma versão de teste do software por trás de seu sensor de movimentos Kinect compatível com o Windows 7, na esperança de que desenvolvedores inventem recursos para unir as funções do aparelho ao uso em computadores.

O Kinect, lançado no ano passado, é um conjunto de câmera e microfone que quando conectado ao console Xbox 360 permite que os usuários comandem jogos por gestos e voz. O aparelho é visto por alguns como um precursor da computação do futuro e chamou imediatamente a atenção de hackers, que descobriram formas de fazê-lo funcionar em computadores comuns.

A princípio, a Microsoft foi hostil a tais esforços, mas ao lançar uma versão beta do pacote de desenvolvimento de software para o Kinect mostra estar interessada em ver o que desenvolvedores poderão fazer com a tecnologia. O pacote de software, que, segundo a Microsoft, não deve ter usos comerciais no momento.

Fonte: Terra