Arquivo da tag: website

5 Maneiras de divulgar seu website diariamente

Fonte: CriarSites

Tanto eu quanto você sabemos que é de extrema importância trabalharmos o SEO em nosso site, assim como precisamos sempre estar motivados para que assim possamos sempre escrever artigos de qualidade inigualável. Afinal o nosso objetivo maior é proporcionar maneiras para que a leitura de nossos artigos seja agradável, para consequentemente obtermos o sucesso.

O que não devemos nos esquecer é que não basta estar apenas bem posicionado nos mecanismos de busca ou apenas estar cadastrado neles. Temos uma obrigação diária de divulgar o blog de todas as maneiras possíveis e eficientes, desta forma tenho certeza absoluta de que irá lhe fornecer tráfego altamente qualificado.

1. UTILIZE SEU EMAIL PESSOAL

Quando estamos começando um novo projeto é de costume que não tenhamos muitos contatos, sendo assim a melhor forma de divulgar seu blog em um email é utilizando o pessoal. É comum que nós tenhamos algumas centenas de contatos adicionados, sendo assim, se 10% deles se tornarem fiéis leitores você já esta no lucro.

Uma ideia para divulgar seu blog no email é mandar algo parecido com email marketing, só que será apenas uma única vez, para todos os contatos que você possuir. Neste email é importante que você mostre seu projeto de forma clara e objetiva, só assim seus amigos irão se interessar. Quem sabe desse simples contato não apareça alguns novos leitores.

Tem que ter no email:

  • O que te levou a começar este projeto?
  • Até onde pretende chegar com seu projeto. Vai ser somente um passatempo ou vai realmente tratar seu blog como um negócio?
  • Qual sua intenção ao contatá-los? Eu aconselho que peça a eles para lerem alguns artigos e, caso gostem, subscrevam por RSS Feed.

2. UTILIZA TWITTER E FACEBOOK

Sem dúvidas as redes sociais estão em alta, e através delas você poderá angariar milhares de novos leitores, e conseqüentemente ganhar muito mais dinheiro com seu blog. Sendo assim é fundamental que você possua uma conta em ambas desde o começo de seu projeto.

No começo nunca será fácil de conseguir fãs e seguidores, mas ao invés de pensar “Nossa que difícil! Acho que vou desistir”, por que você não pensa “Nossa que difícil! É agora que vou ter a chance de provar que sou merecedor de milhares de fãs e seguidores”.

O que você tem que fazer é dar tempo ao tempo, e enquanto o tempo passa sua obrigação é escrever conteúdo de qualidade e, assim que postar cada artigo, você deverá na mesma hora divulgar os links no Facebook e no Twitter e assim mostrar seus artigos para o mundo. Nada vem de graça, tudo tem que ser batalhado. Lembrando apenas que acontece uma batalha de cada vez, não enfrente Inglaterra e EUA ao mesmo tempo, pois suas chances de perder serão

muito maiores. Em palavras mais simples: Dê um passo de cada vez, não se encha de coisas para fazer, pois assim só tenderá a ficar estressado e com isso vem a falta de motivação

3. GUEST POST É SENSACIONAL

Eu, para falar a verdade, nunca havia dado tanta importância para Guest Posts quanto dou agora. Há pouco tempo escrevi o artigo “4 Maneiras de Ganhar Dinheiro com um site ou blog” para o CriarSites.com, gerenciado por nosso amigo Celso Lemes. Para falar a verdade, minhas visitas diárias, ao menos nos dois dias posteriores aumentaram consideravelmente.

Claro que a quantidade de visitas que o Criar Sites recebe é muito favorável, mas é ai que você tem que aproveitar e escrever um bom artigo, só assim os leitores de lá vão visitar seu website. Além de aumentar meu número de subscritores, ainda houve uma queda na taxa de rejeição do Blog na Carteira e a porcentagem de novos visitantes aumentou drasticamente.

É por isso que te aconselho a rever seus conceitos sobre Guest Posts, assim como eu fiz. Você vai

ver que valerá apena.

4. AGREGUE VALOR AOS ARTIGOS DE OUTROS BLOGS

Quando alguém visita seu blog e comenta algo que agrega valor ao artigo você não fica feliz? A resposta obviamente é sim, então por que não retribuir já que você só terá a ganhar com isso?

Quando outro blogueiro comenta em seu website ele geralmente recebe visitas em troca. Quando você comenta em outros blogs a situação é a mesma, sendo assim, além de contribuir para uma melhora de qualidade no artigo você ainda recebe tráfego qualificado para seu blog.

Comentar em outros blogs é essencial tanto para gerar backlinks quanto para gerar amizades, algo de extrema importância quando almejamos um projeto de sucesso. Mais importante ainda é você escolher os blogs certos para comentar, visto que ao gerar tráfego de um blog sobre toalhas artesanais para seu blog que falar sobre críticas cinematográficas você só estará aumentando sua taxa de rejeição.

Procure comentar apenas em blogs do mesmo nicho de mercado que o seu. Comentários se fazem um ótimo meio de divulgação quando bem aplicados.

5. TENHA UM NEWSLETTER

É comum os blogueiros trabalharem com o RSS Feed sem a opção de envio por email ativado. Este é um erro que pode te prejudicar muito a curto, médio e longo prazo, visto que muitos blogs fazem o sucesso que fazem através de sua gigantesca lista de subscritores.

O número de pessoas que estão inscritas em sua newsletter equivale ao número potencial mínimo de pessoas que irão ler aquele determinado artigo, sendo assim é sempre bom ter a vista um ícone RSS para que seus leitores possam se inscrever e que você publique artigos regularmente, visto que se ficar muito tempo fora do ar eles cancelarão a subscrição.

COMO ATIVAR A NEWSLETTER NO FEEDBURNER

NÃO DESISTA DE SEU PROJETO, ELE TERÁ SUCESSO EM BREVE

Não desista de seu projeto, pelo menos não tão facilmente quanto milhares de outros blogueiros fazem dia após dia. Seja paciente e persistente que seus primeiros centavos vão chegar e, consequentemente sua motivação virá com tudo. Assim esse aglomerado de benefícios vai se transformando em uma gigantesca bola de neve que só tende a destruir os

obstáculos por você.

Já que a divulgação é algo que devemos fazer todos os dias, vou aproveitar para divulgar a pagina de fãs e o Twitter do Blog na Carteira para que você possa, gentilmente, curtir e nos seguir.

Este é um guest post escrito por Arlindo Armando que bloga no Blog na Carteira.

7 Utilizações alternativas para o WordPress

O WordPress é uma plataforma focada principalmente na blogagem, mas a sua utilização pode ser muito vasta no mundo da internet. Devido ás suas capacidades, potencial e flexibilidade WordPress tornou-se rapidamente a ferramenta escolhida mesmo para as pessoas que não têm conhecimentos de linguagens de programação, pois esta plataforma é realmente extremamente simples de operar e customizar. A quantidade de templates existentes também facilitam a criação de websites com uma boa aparência, tanto que muitas das vezes deparamo-nos com websites com estilo profissional, feitos por pessoas que não têm muitos conhecimentos da área. Para o elucidar um pouco melhor sobre este tema, vamos-lhe apresentar neste artigo 7 Utilizações Alternativas para WordPress!

1. AGREGADOR DE CONTEÚDOS

Um agregador de conteúdos é um website que tem como objectivo juntar no mesmo local artigos de várias fontes. Isto faz com que as pessoas acedam ao seu agregador de conteúdos para procurarem notícias das mais variadas áreas sem terem de efetuar pesquisas no Google e perder tempo a navegar por entre os resultados das pesquisas. Estes websites também têm a vantagem de criar linguagens para o seu website, aumentando a sua teia na internet e espalhando os seus conteúdos e o nome do seu website. A uma escala pequena, temos o exemplo do website das Escolas + onde são agregados os conteúdos de todas as escolas da rede!

2. FORUM

Com WordPress você poderá criar facilmente um forum baseado nesta plataforma. Existem variados plugins que possibilitam a integração de um forum em WordPress, facilitando a sua vida não só pelo tempo que está a optimizar, como também evitando que tenha de trabalhar com plataformas diferentes para efetuar diferentes tarefas. Assim poderá utilizar única e exclusivamente o WordPress para fazer o seu blog e o seu forum, tudo na mesma instalação. Recomendamos o SimplePress , um plugin com bastante qualidade para tornar WordPress num forum!

3. PORTAL DE EMPREGOS

Com a crise mundial, a procura de emprego através da internet teve um enorme aumento, levando a que os portais de empregos se tornassem um nicho rentável e apetecível para os webmasters a nível mundial. Temos um exemplo muito bom do qual podemos tirar algumas conclusões e aprender com o projeto, o Empregos do Brasil. Este é um portal de empregos que agrega no mesmo local ofertas de emprego de vários pontos do Brasil. Assim as pessoas podem-se deslocar ao website e procurar um emprego na sua área de residência, ou mesmo dentro das suas áreas de conhecimento.

4. FERRAMENTA DE COLABORAÇÃO

As ferramentas de colaboração são extremamente úteis para equipes de blogueiros, desenvolvedores, web designers ou outro tipo de equipe que necessite de uma plataforma onde possam discutir assuntos, e colaborar nos projetos. Esta situação verifica-se principalmente quando fisicamente é impossível as pessoas estarem juntas e debaterem os seus problemas e apresentar novas ideias para os projetos, assim tudo será possível no mesmo local, estando acessível por toda a equipe. Embora possa ser assemelhado a um forum, as ferramentas de colaboração vão muito mais além da troca de mensagens, podendo ter no mesmo local discussões sobre projetos, enviar ficheiros para exemplificar as ideias com os colegas, criar tarefas, metas e páginas de colaboração, tudo em um só local!

5. WEBSITE ESTÁTICO

Quem julga que WordPress mesmo sendo tão flexível e potente não poderá ser uma simples página estática, está enganado. A flexibilidade de WordPress chega ao ponto de lhe permitir abdicar de todo o seu potencial para criar uma simples página estática. As páginas estáticas podem ter muitas funcionalidades, e poderá explorá-las sem limite com WordPress. Recomendamos o plugin Really Static que lhe irá fornecer tudo o que é necessário para criar o seu website estático sem grandes dificuldades. Do que está à espera? Experimente já!

6. GALERIAS

As Galerias de Imagens também são uma parte integrante das possibilidades com WordPress. Cada vez mais surgem websites que são galerias de imagens, sejam elas galerias de fotógrafos, artistas ou sites de wallpapers. Com WordPress você poderá explorar esta área ao máximo, contando sempre com as funcionalidades inerentes à plataforma, que sempre o acompanharão seja qual for a utilização que der. Se optar por uma galeria de imagens, recomendamos o NextGen Gallery, que é de longe o plugin mais completo e mais trabalhado existente de momento. Com NextGen Gallery crie as suas maravilhosas e atracticas galerias de imagens que irão deixar os seus visitantes de boca aberta! Pode ver um excelente exemplo de uma galeria de wallpapers em Random Walls.

7. LOJA ONLINE

Esta alternativa na utilização de WordPress é aquela que suscita maior interesse pela complexidade que uma loja online tem. No entanto, esta complexidade é um pouco ofuscada pelas capacidades da plataforma, em conjunto com as potencialidades dos plugins existentes. Felizmente até já existem alguns Temas WordPress que vêm com um sistema de loja online embutido e pronto a funcionar, bastando introduzir as categorias, produtos, preços e definindo os métodos de pagamento. Assim poderá ter a sua loja online com facilidade e assente numa plataforma fiável e que certamente o ajudará nas tarefas de manutenção e controlo de vendas da sua loja online! Recomendamos o WP e-commerce que é um dos melhores plugins existentes no momento.

Fonte: Diogo Espinha/escolacriatividade

Além de MySQL – Ramificando o banco de dados popular

Embora MySQL seja um dos programas mais populares, muitos desenvolvedores sentiram necessidade de ramificá-lo em outros projetos, cada um oferecendo sua própria especialidade. Essa necessidade, junto com o medo de que a Oracle irá desacelerar o crescimento do produto principal, levou à criação de muitos subprojetos e ramificações de interesse para desenvolvedores.

Introdução

MySQL é um dos programas de software livre mais populares da história. É o backbone de banco de dados de milhares de websites e pode-se dizer que detém o crédito (junto com Linux®) pelo crescimento explosivo da Internet nos últimos 10 anos.

Então, se o MySQL é tão importante, por que está aumentando o número de ramificações de alto perfil do produto MySQL principal? Como MySQL é software livre e gratuito, desenvolvedores sempre puderam pegar o código, modificá-lo conforme a necessidade e distribuir por conta própria. Por muito tempo, não havia nenhuma ramificação do MySQL em que um desenvolvedor confiasse em seu próprio ambiente de produção. No entanto, isso está mudando rapidamente. Várias ramificações estão recebendo muita atenção.

Este artigo irá discutir três ramificações populares do MySQL que estão atraindo atenção: Drizzle, MariaDB e Percona Server, incluindo o mecanismo XtraDB. Este artigo irá discutir brevemente os motivos para cada ramificação e suas metas e se o seu uso em seu ambiente de produção. Quando terminar de ler este artigo, você deve e star apto a responder à pergunta “Esses produtos de ramificação do MySQL são uma boa solução para o meu ambiente?”.

Por que ramificar?

Por que o MySQL precisa ser ramificado? Essa é uma pergunta legítima. Milhares de websites dependem dele e parece ser uma solução boa para muitas pessoas. No entanto, como acontece com frequência, o que é bom para muitas pessoas não é bom para todas as pessoas. Alguns desenvolvedores são incentivados a melhorar as coisas para suas próprias necessidades. O que poderia ser melhor do que transformar uma solução ótima numa solução perfeita?

Vamos examinar em melhores detalhes o que essas ramificações queriam mudar. Algumas ramificações acharam que o MySQL estava se tornando muito inchado e estava oferecendo muitos recursos que nunca iam interessar aos usuários, sacrificando simplicidade e desempenho. Se as pessoas estavam perfeitamente felizes com o MySQL 4, simplificado, por que deveriam lidar com a complexidade que foi incluída no MySQL 5? Para essa ramificação, uma ramificação do MySQL seria mais simples e mais rápida — oferecer menos recursos, mas torná-los extremamente rápidos, tendo em mente um público alto, nesse caso websites de alta disponibilidade.

Para outras ramificações, MySQL não estava oferecendo novos recursos suficientes ou os estava incluindo muito devagar. Eles talvez achassem que o MySQL não estava acompanhando seus mercados alvos de websites de alta disponibilidade executando em processadores com vários núcleos com muita RAM. Como sabem as pessoas familiarizadas com MySQL, ele oferece dois diferentes mecanismos de armazenamento — MyISAM e InnoDB. Essa ramificação achava que nenhum dos dois mecanismos de armazenamento oferecia exatamente o que eles queriam, por isso criaram um novo mecanismo perfeitamente adequado para seus objetivos.

Além disso, algumas ramificações têm como objetivo ser uma substituição de “entrada” (“drop in”) para o MySQL, na qual é possível simplesmente entrar na ramificação e não precisar escrever uma linha de código. A ramificação usa o mesmo código e interfaces que o MySQL, o que torna a transição o mais fácil possível. Outra ramificação afirma não ser compatível com MySQL e exige alterações no código. Cada ramificação também é muito diferente no nível de maturidade, com algumas afirmando estar prontas para produção, e outras afirmam estar longe desse objetivo no momento.

Por fim, há incerteza sobre como será o destino do MySQL com a Oracle. A Oracle comprou a Sun, que comprou MySQL, e agora a Oracle controla o produto MySQL, e lidera o desenvolvimento da comunidade na produção de novos produtos concluídos. Como a Oracle já tem um banco de dados comercial, há a preocupação de que a empresa pode não colocar recursos suficientes no MySQL para mantê-lo na ponta. Portanto, muitas ramificações também são resultado do medo subjacente de que o MySQL, o banco de dados grátis e de software livre líder, pode receber menos recursos, ciclos de release mais lentos e suporte mais caro.

XtraDB

XtraDB não é um produto independente, mas ainda é considerado uma ramificação de MySQL. XtraDB é, na verdade, um mecanismo de armazenamento para bancos de dados baseados em MySQL. Seria considerado um mecanismo de armazenamento adicional além do padrão MyISAM e InnoDB que já são parte do MySQL. MySQL 4 e 5 é instalado com cada tabela usando o mecanismo de armazenamento padrão MyISAM. InnoDB também é uma opção relativamente nova para mecanismo de armazenamento, e administradores e desenvolvedores de banco de dados podem escolher os tipos de mecanismo por tabela quando configuram o banco de dados. A principal diferença entre esses dois mecanismos de armazenamento é que MyISAM não oferece suporte transacional, mas InnoDB oferece. Outras diferenças são pequenas diferenças de desempenho, com InnoDB oferecendo pequenas melhorias de desempenho em relação a MyISAM, e mais confiabilidade e segurança ao lidar com perda de dados em potencial. Como InnoDB parece ser o mecanismo de armazenamento mais adequado para melhorias futuras, MySQL alterou o mecanismo padrão para InnoDB em vez de MyISAM a partir do release 5.5.

Construindo sobre essas vantagens, o mecanismo de armazenamento InnoDB foi ramificado em um novo mecanismo chamado XtraDB. Qual é a idade desse mecanismo de armazenamento? Ele foi lançado pela primeira vez há menos de 3 anos pela Percona. Portanto, é relativamente nova. Foi projetado especificamente para lidar com websites de alta disponibilidade modernos executando em servidores modernos. Foi projetado para executar em servidores com uma dúzia ou mais de núcleos e muita RAM (32 GB e mais). Esses são o tipo de servidores que qualquer empresa pode comprar de uma empresa de gerenciamento de servidores, e, portanto, um banco de dados deve ser projetado para aproveitá-los ao máximo.

A ramificação XtraDB tinha outro objetivo — ser uma substituição simples de entrada para o mecanismo de armazenamento InnoDB, de modo que usuários poderiam simplesmente alternar seu mecanismo de armazenamento sem ter que alterar o código do aplicativo subjacente. XtraDB tinha que ter compatibilidade retroativa com o InnoDB, além de fornecer todos os novos recursos e melhorias que eles queriam incluir. Eles atingiram esse objetivo.

Qual é a velocidade do XtraDB? Um teste de desempenho que eu encontrei diz que ele oferece 2.7x mais transações por minuto que o mecanismo InnoDB integrado no MySQL 5.1 (consulte Recursos). Certamente não é algo que pode ser ignorado, especialmente considerando que pode ser usado imediatamente.

Percona

XtraDB oferece ótimas melhorias sobre mecanismos de armazenamento MySQL integrados, mas não é um produto independente, e não é algo que se possa colocar em uma instalação MySQL existente. Portanto, se você quiser usar esse novo mecanismo de armazenamento, é preciso usar um produto que o ofereça.

Percona Server é esse produto, lançado pela Percona, empresa líder em consultoria de MySQL. É um produto de banco de dados independente que oferece aos usuários a capacidade de retirar sua instalação do MySQL e colocar o produto Percona Server, e assim obter a vantagem do mecanismo de armazenamento XtraDB. Afirma ser totalmente compatível com MySQL, portanto em teoria nenhum código precisaria ser alterado no software. Isso é, certamente, uma enorme vantagem. É ótimo para controle de qualidade quando você está procurando por uma melhoria de desempenho rápida. Portanto, um bom motivo para considerar Percona Server é aproveitar o mecanismo XtraDB com o menor número de alterações possível no código principal.

Além disso, eles são os autores originais do mecanismo de armazenamento XtraDB. A Percona lançou o código como software livre, de modo que ele pode ser encontrado em outros produtos, mas os criadores originais do mecanismo são as mesmas pessoas que criaram este produto. Usem essas informações como quiser.

Aqui estão as afirmações feitas para o Percona Server, retiradas do website deles:

  • Escalabilidade: lida com mais transações; faz ajuste de escala em servidores eficientes
  • Desempenho: Percona Server com XtraDB é extremamente rápido
  • Confiabilidade: resiliência a corrupção, replicação com segurança contra quebra
  • Gerenciamento: backup on-line, importação/exportação de tabela on-line
  • Diagnóstico: perfil e instrumentação avançados
  • Flexibilidade: tamanho de página variável, gerenciamento de buffer pool melhorado

A afirmação final da equipe do Percona é que o produto é o “mais próximo dos releases oficiais MySQL Enterprise da Oracle”, assim se diferenciando de outras ramificações que alteraram o código MySQL principal subjacente. Um ponto negativo do Percona Server é que eles gerenciam o código por si mesmos e não aceitam contribuições de desenvolvedores externos sem revisá-la antes, o que garante que eles controlem os recursos colocados no produto.

MariaDB

Outro produto que oferece o mecanismo de armazenamento XtraDB é o produto MariaDB. É muito semelhante ao produto Percona, mas oferece mais alterações no código subjacente para tentar obter ainda mais melhorias de desempenho em relação ao MySQL padrão. Utiliza o mecanismo XtraDB diretamente da Percona, portanto não á diferenças subjacentes nos mecanismos de armazenamento que cada um emprega, já que usam exatamente o mesmo.

Além disso, MariaDB oferece os mecanismos de armazenamento padrão oferecidos pelo MySQL, MyISAM e InnoDB. Portanto, na prática, pode ser considerado um superconjunto de MySQL, oferecendo tudo que o MySQL oferece e mais. Também afirma ser uma substituição de entrada para o MySQL, portanto pode ser instalado com o conhecimento de que não serão necessárias alterações no código subjacente ao passar o MySQL para o MariaDB.

Por fim, e talvez o mais importante, o criador chefe do MariaDB é Monty Widenius, o criador original do MySQL. Monty formou uma empresa para gerenciar o desenvolvimento do MariaDB, chamada Monty Program, que contrata desenvolvedores para criar e melhorar o produto MariaDB. Isso pode ser algo bom e ruim: é bom porque eles lideram os recursos e correções de erros no Maria, mas pode causar problemas porque a empresa não está focada em receita, mas sim em produto. Empresas que não geram receita não duram para sempre.

Drizzle

O último produto que iremos examinar é o Drizzle. Ao contrário dos outros dois produtos finalizados que examinamos, o Drizzle apresenta grande diferença em relação ao MySQL e até mesmo afirmam que o produto não é uma substituição simples para o MySQL. Eles estão tentando fazer mais mudanças importantes no MySQL e tem como objetivo fornecer uma ótima solução para o problema da alta disponibilidade, mesmo que isso signifique alterar aspectos do MySQL com os quais estamos acostumados.

No FAQ da empresa, a leitura das questões reforça os objetivos subjacentes. Eles não estavam satisfeitos com as alterações feitas no núcleo do MySQL após o release 4.1, afirmando que muitos desenvolvedores não queriam aquela sobrecarga adicional. Eles admitem que seu produto não é sequer um banco de dados de relação compatível com SQL. Isso é realmente diferente do MySQL.

Então, com uma mudança tão drástica em relação ao MySQL familiar, por que deveríamos considerar esse produto? Exatamente por esses motivos — é uma grande reescrita dos mecanismos do MySQL, com os recursos que foram considerados não ideais removidos, e com grande parte do código sendo reescrita para ser otimizada, chegando a ponto de trocarem C por C++ no código. E não acaba aí: esse produto tem um mercado alvo específico em mente com seu design — servidores com vários núcleos e muita RAM, máquinas de 64 bits executando Linux, servidores usados em computação em nuvem, servidores hospedando websites, servidores obtendo dezenas de milhares de ocorrências por minuto. É um mercado bem específico. É específico demais? Lembre-se do quanto esse tipo de empresa gasta com seus bancos de dados atualmente — se ela pode instalar Drizzle em vez de MySQL e cortar os custos com servidor pela metade, isso é muito dinheiro!

Então todos deveriam estar usando Drizzle, certo? Espere, pois, como eles destacam repetidamente, não é compatível com MySQL. Portanto, se você tem uma plataforma MySQL existente, haveria muitas alterações a serem feitas no código para fazer com que ele funcione corretamente no seu ambiente.

Embora exija mais trabalho para executar e não pareça ser tão rápido e fácil de usar como Percona ou MariaDB, eu incluo Drizzle porque, embora ele possa não ser sua escolha hoje, em alguns anos será provavelmente a escolha de algumas pessoas. Como o objetivo deste artigo é informar sobre as ferramentas que você usará no futuro, essa é uma boa oportunidade de mostrar esse produto. Muitos especialistas de DB líderes acham que o Drizzle será a escolha de instalações de alta disponibilidade em cinco anos.

Drizzle é 100% software livre e recebe contribuições abertamente de desenvolvedores. Não há uma empresa subjacente financiando o desenvolvimento, como no MariaDB, e não é fechado para contribuições de fora, como Percona. Está em uma boa posição para crescimento e novos recursos, que ele pode precisar, dado seu escopo de reescrever grande parte do MySQL.

Gráfico de comparação

Aqui está um resumo dos três produtos de ramificação MySQL mencionados neste artigo.

Produto Preços Objetivo Recurso Principal Pronto para Produção?
Percona Server Grátis Fornece um wrapper para mecanismo de armazenamento XtraDB e ferramentas de análise adicionais XtraDB Sim
MariaDB Grátis Estendeu MySQL para incluir XtraDB e outras melhorias de desempenho XtraDB Sim
Drizzle Grátis Oferece grandes melhorias de escalabilidade e desempenho em relação ao MySQL Alta disponibilidade Sim

Conclusão

Este artigo discutiu três novas ramificações do produto MySQL que intencionam resolver alguns problemas identificados com o MySQL. Os três são grátis e são produtos de software livre. É preciso pesar as vantagens e desvantagens de usá-los em relação ao que o MySQL já oferece. Eu acredito que, para quase todos que leem este artigo, MySQL será ainda a escolha preferencial para suas necessidades de bancos de dados. Eu duvido que muitos leitores deste artigo sejam proprietários de websites que recebem 1.000.000 de ocorrências por hora. Quero destacar isso novamente — MySQL ainda é um produto incrível que é um banco de dados perfeitamente adequado para a maioria dos casos de uso.

No entanto, para vocês que acham que seu site requer mais alta disponibilidade, escalabilidade e desempenho do que o MySQL pode oferecer atualmente, um desses três produtos pode ser a solução que vocês procuram. No futuro, se você acha que seu site irá se tornar uma ideia de um bilhão de dólares, deve-se considerar começar com um desses três produtos e assim resolver esses tipos de problemas antes mesmo que eles comecem.

Por fim, o motivo principal dessas ramificações do MySQL é alterar alguns recursos subjacentes do MySQL, sendo que os autores acharam que não podiam esperar que o MySQL fizesse isso. Além disso, o espectro da Oracle ronda sobre o futuro do MySQL, e muitos desenvolvedores, incluindo o desenvolvedor original do MySQL, estão preocupados sobre o futuro do produto e se a Oracle irá mostrar a devoção ao produto que um banco de dados de ponta exige. Na minha opinião, todas essas preocupações são válidas, e, por esse motivo, você deve manter esses três produtos em mente enquanto caminhamos para o futuro.

Recursos

Aprender

Obter produtos e tecnologias

  • Como você está interessado no desenvolvimento de banco de dados, talvez queira experimentar o produto gratuito IBM DB2 Express-C.
  • Experimente outro software IBM sem custo. Faça o download de uma versão de avaliação, faça login em uma versão de avaliação on-line, trabalhe com o produto em um ambiente de simulação ou acesse-o por meio da nuvem. Escolha dentre mais de 100 versões de avaliação de produtos IBM.

Fonte: Michael Abernethy/IBM

Maior Segurança para Empresas com Cloud DDoS Protection

A Imperva anunciou o lançamento do Cloud DDoS Protection, um seguro de serviços baseados em nuvem que protege as empresas contra ataques DDoS. Ao subscrever este serviço, as organizações podem proteger-se contra os danos downtime, e potenciais perdas de receita causadas por ataques DDoS.

Os principais recursos incluem maior rapidez, proteção abrangente, devido ao Imperva Cloud DDoS Protection Service fornecer um mecanismo de defesa contra todos os tipos de ameaças DDoS, incluindo ataques baseados em rede, como SYN ou UDP floods e ataques a aplicações que tentam dominar os recursos do servidor. As escalas de serviço on-demand freiam os ataques multi-gigabit de negação de serviço.

Centralized Attack Analysis (análise de ataque centralizado): a Imperva Security Operations Center (SOC), de maneira granular, utiliza políticas de conhecimento coletivo sobre ameaças DDoS, incluindo novos e emergentes métodos de ataque e conhecidos usuários mal-intencionados. Quando sob um ataque, o SOC Imperva monitora o desempenho das aplicações, a fim de manter os sites protegidos.

Acessível e fácil de implantar: como um serviço gerenciado, Imperva Cloud Protection DDoS evita hardware caro e os custos indiretos para os clientes que querem garantir o desempenho máximo da aplicação uptime. Os clientes podem prestar o serviço simplesmente alterando a configuração do DNS do seu website.

Fonte: Under-Linux

Frutily (loja virtual)

Objetivos do Projeto

Este projeto teve como objetivo desenvolver um site com visual leve, simples, bonito, fácil de navegar, amigo das ferramentas de pesquisa (Google), objetivando divulgação eficiente, voltada para o publico empresarial e pessoa física, sobre as atividades da empresa Frutily.

Comércio Eletrônico

A pedido do cliente, foi adicionado ao sistema gerenciador do conteúdo do site, um outro sistema, voltado para comércio eletrônico. Ainda a pedido do cliente, este sistema foi customizado para trabalhar apenas com pedidos, pois segundo o modelo de negócios, não havia interesse em pagamentos online.

Basicamente, o navegante visita o site, adiciona os produtos desejados nas quantidades desejadas ao carrinho e finaliza o pedido fornecendo seus dados de contato. A pedido fica registrado no sistema de vendas e, além disto, uma email de notificação com todas as informações referente ao pedido e aos dados de contato é enviada para a Frutily. O pedido é confirmado por telefone e em até 24horas os produtos são enviados ao cliente, que efetua o pagamento apenas ao receber os produtos.

Características:

  • Sistema de gerenciamento de conteúdo;
  • Sistema de Vendas Online
  • Otimização para ferramentas de Buscas;
  • Backup automático;
  • Controle detalhado dos perfis dos usuários;
  • Integração com o twitter;
  • Gerenciador de formulários;
  • Anti-span;
  • Otimização de desempenho (cache);
  • Estatísticas diversas;
  • Todo em português;
  • JQuery e Ajax;
  • 100% funcional em todos os navegadores, inclusive os mais antigos;