Arquivo da tag: template

Como adicionar scroll infinito a um template WordPress

Fonte: Paulo Faustino/IMasters

Para quem trabalha com desenvolvimento de temas WordPress, introduzir constantemente novas funcionalidades é primordial – não só para tornar seus templates mais atrativos, mas acima de tudo, mais funcionais. O scroll infinito é uma forma muito popular de carregar conteúdo de forma dinâmica no seu site, sendo necessário apenas que o usuário faça scroll na tela, para o conteúdo ir carregando e aparecendo de forma dinâmica.

Sites populares, como o Twitter e Facebook usam esta funcionalidade há um bom tempo e ela pode ser facilmente adaptada para um template WordPress, dependendo logicamente das suas necessidades. Nem todos os tipos de sites e blogs se encaixam bem em um scroll infinito, portanto, ao usar a funcionalidade, tenha isso em mente. Para colocar o scroll infinito no seu WordPress, siga os passos deste artigo, baseado no código dos colegas do wptheming.

Para quem trabalha com desenvolvimento de temas WordPress, introduzir constantemente novas funcionalidades é primordial – não só para tornar seus templates mais atrativos, mas acima de tudo, mais funcionais. O scroll infinito é uma forma muito popular de carregar conteúdo de forma dinâmica no seu site, sendo necessário apenas que o usuário faça scroll na tela, para o conteúdo ir carregando e aparecendo de forma dinâmica.

Sites populares, como o Twitter e Facebook usam esta funcionalidade há um bom tempo e ela pode ser facilmente adaptada para um template WordPress, dependendo logicamente das suas necessidades. Nem todos os tipos de sites e blogs se encaixam bem em um scroll infinito, portanto, ao usar a funcionalidade, tenha isso em mente. Para colocar o scroll infinito no seu WordPress, siga os passos deste artigo, baseado no código dos colegas do wptheming.

Baixe o JavaScript

Faça o download de uma cópia do arquivo “jquery.infinitescroll.min.js”, que está no repositório do GitHub, e coloque-o na pasta de scripts ou arquivos JavaScript do seu template WordPress. Se não tem uma pasta “scripts” ou “js” no seu template, você poderá criar uma apenas para organizar todos os arquivos e funcionalidades do seu tema.

Se desejar, pode ainda escolher uma das imagens para o efeito de loading do script. Veja aqui. Carregue a imagem para a pasta “imagens” do seu template.

Carregar o script

Vai ser necessário registar e carregar o script para dentro do arquivo functions.php do seu template. Copie e cole o seguinte código para dentro do arquivo functions.php do seu tema. Se o seu tema não tiver um arquivo com esse nome, deverá criar um e colar o seguinte código:

/**
* Load javascripts used by the theme
*/
function custom_theme_js(){
wp_register_script( 'infinite_scroll',  get_template_directory_uri() . '/js/jquery.infinitescroll.min.js', array('jquery'),null,true );
if( ! is_singular() ) {
wp_enqueue_script('infinite_scroll');
}
}
add_action('wp_enqueue_scripts', 'custom_theme_js');.

Inicializar o script

No código seguinte, estão listados diferentes parâmetros usados no template. Provavelmente, você precisará alterar alguns deles para se ajustarem corretamente ao seu template. Veja:

  • img: O caminho para o URL da imagem de loading;
  • nextSelector: Selector do link “artigos antigos”;
  • navSelector: Selector dos links de navegação anterior/próximo;
  • itemSelector: Selector para posts. Poderá ser .hentry, .post, .etc;
  • contentSelector: Contém divs para os seus posts.
/**
* Infinite Scroll
*/
function custom_infinite_scroll_js() {
if( ! is_singular() ) { ?>
<script>
var infinite_scroll = {
loading: {
img: "<?php echo get_template_directory_uri(); ?>/images/ajax-loader.gif",
msgText: "<?php _e( 'Loading the next set of posts...', 'custom' ); ?>",
finishedMsg: "<?php _e( 'All posts loaded.', 'custom' ); ?>"
},
"nextSelector":"#nav-below .nav-previous a",
"navSelector":"#nav-below",
"itemSelector":"article",
"contentSelector":"#content"
};
jQuery( infinite_scroll.contentSelector ).infinitescroll( infinite_scroll );
</script>
<?php
}
}
add_action( 'wp_footer', 'custom_infinite_scroll_js',100 );

Nota: Não esqueça de traduzir as mensagens de carregamento para a língua desejada.

Testar o script

Ao carregar o conteúdo da homepage ou de uma categoria, o scroll infinito deverá estar funcionando. Caso não esteja, verifique se o script não está carregando corretamente, ou se por ventura está dando algum erro de JavaScript. Verifique também se os seletores estão todos funcionando corretamente.

Se você fizer scroll diversas vezes, é provável que a determinada altura comece a dar erros 404, pelo que você deverá aplicar o seguinte patch ao arquivo functions.php:

/**
* If we go beyond the last page and request a page that doesn't exist,
* force WordPress to return a 404.
* See http://core.trac.wordpress.org/ticket/15770
*/
function custom_paged_404_fix( ) {
global $wp_query;
if ( is_404() || !is_paged() || 0 != count( $wp_query->posts ) )
return;
$wp_query->set_404();
status_header( 404 );
nocache_headers();
}
add_action( 'wp', 'quimby_paged_404_fix' );

É isso, pessoal! Até mais.

Curiosidades sobre templates para Joomla

Fonte: CriarSites

Este é um guest post escrito por Willian Marques que mantém o Template Joomla.

Trabalho com o Joomla desde 2005, na verdade comecei trabalhando com o Mambo, o pai do Joomla, atualmente sou profissional na área e já desenvolvi mais de 800 sites em Joomla.

Para quem não sabe, Joomla é um sistema gratuito para criar sites, ele está na Internet desde 2005. Além de ser seguro ele é otimizado para ficar bem posicionado no Google e em outros buscadores.

Template é a roupa do seu site, ou seja, o visual, como cores, estrutura e etc. O legal é que seu site pode alterar toda a aparência sem alterar o conteúdo como textos e fotos.

Além dos templates gratuitos de boa qualidade, também existem os templates pagos, que tem uma qualidade superior.

Como no Windows o Joomla tem várias versões, e nem sempre um template feito para uma versão funciona em outra. Atualmente existem as seguintes versões de Joomla: 1.0, 1.5, 1.6, 1.7 e 2.5.

Templates feitos para as versões1.0 e 1.5 só rodam nestas versões, já alguns templates feitos para Joomla 1.6 também rodam em Joomla 1.7 e 2.5, e o contrário também é verdadeiro.

Muitos baixam ou compram templates sem se atentar a isto, por isso verifique sempre se a versão do seu Joomla é compatível com a versão do seu template.

Outra curiosidade é que por padrão templates não vem com formulário de contato, contador de visitas, enquete e outras coisas, isso porque estes complementos já vem com o Joomla.

Hoje em dia existem milhares de templates profissionais, por isso, não existe projeto que fique sem um template.

Aprender a criar templates do zero não é tarefa fácil, sou conhecedor de html, css, php e javascript, fiz um curso de como criar templates, mas vi que é muito demorado, são muitos detalhes, por isso sempre que alguém pede para eu criar um template, digo que não, pois além de ser demorado o valor pode beirar os R$ 2.500,00.

O bom dos templates para Joomla é que são possíveis de editar, ou seja, basta ter conhecimento em html e css e você poderá modelar um template existente facilmente.

Infelizmente a pirataria em se tratando de templates é grande, mas muitos fabricante já estão criando mecanismos para evitar esta fraude. Quem compra os templates tem que colocar uma chave de licença no seu Joomla, e o sistema do fabricante sempre verifica se o seu joomla está usando template original, se não estiver, seu Joomla sai do ar.

Por isso cuidado ao comprar templates, principalmente no mercado livre, que oferecem templates piratas a preço de banana. Além de seu template parar de funcionar, o fabricante do template pode descobrir seu site e pedir para a empresa de hospedagem tirar seu site do ar, alegando que seu site está com um template pirata.

Outra vantagem dos templates pagos é que comprando apenas um, eles vem com várias opções de cores e estilos, assim você pode apenas mudar a cor do seu site pelo painel de controle do seu Joomla, e rapidamente ele irá parecer um novo site.

A maioria dos novos usuários em Joomla não sabem instalar e configurar o Joomla, por isto a Eleva Host oferece este serviço gratuitamente. É uma maneira rápida de ter o seu Joomla do jeito que você quer sem quebrar a cabeça.

Desde 2005 todo dia dezenas de templates são criados, seja grátis ou pago. Isso só prova que o Joomla, além de ser um dos sistemas de criação de sites mais utilizando, vem sempre inovando.

Além da vasta gama de suporte, templates e versões, o Joomla tem mais de 9 mil extensões, seja um álbum de fotos, sistema de fórum, sistema de agenda e muito mais.

Concluindo, posso dizer que existe um mundo de templates e se você quer deixar seu site mais profissional, não deixe de mudá-lo para o Joomla e colocar um template arrasador. Pois a primeira impressão é a que fica.

Dicas para Escolher um Bom Template WordPress Profissional

Fonte: IMasters

Este é um guest post que foi escrito por Vinicius Horta do blog Dinheiro Web.

Muitos blogs são construídos utilizando templates grátis para WordPress, inclusive existem alguns que são bem interessantes, mas com o passar do tempo alguns investimentos vão sendo feitos no blog e alguma hora chega o momento de optar por um template profissional, o que é uma boa escolha, como poderá conferir em 10 Motivos para usar Template Profissional no WordPress!

Existem muitos sites especializados na venda de templates profissionais, normalmente assim que entra há uma série de informações sobre o template e seu preço, que normalmente é em dólar.

O que vou fazer aqui é colocar alguns pontos que são interessantes de serem observados no template além da questão puramente estética, pois há coisas muito mais importantes a observar.

O Template está preparado para HTML5 e CSS3?

Estas são as novas linguagens que estão entrando na web, já que vai comprar um template é interessante pensar a médio/longo prazos, ou seja, escolher um template que apresentará total compatibilidade com outras coisas que possam a vir ser implementadas no futuro de seu blog.

Não sabemos exatamente quais outras linguagens e tecnologias podem nascer derivadas destas linguagens, ou mesmo idealizadas para integração com elas, portanto é interessante sim optar por um já nesta direção.

Template otimizado para SEO

Um dos fatores que são levados em consideração pelo Google na hora de posicionar os resultados é a qualidade do código do site ou blog, quanto mais “limpo” e bem estruturado de forma semântica melhor.

Existem alguns templates que já são bastante conhecidos por serem otimizados para SEO, como é o caso do Thesis Theme (o template aqui do Criar Sites). Ah, não tinha reconhecido? É, este é outro ponto que vou falar mais adiante!

Muitos templates profissionais já vem otimizados para SEO (Search Engine Optimization), com recursos como atribuir automaticamente “nofollow” para links dos comentários, alguns também já o fazem para links externos (com a possibilidade de tornar alguns links “dofollow” manualmente entre muitas outras coisas.

Facilidade para Personalização

Não é tão aparente qual o template utilizado aqui no Criar Sites porque o Celso Lemes fez o que todo blogueiro deveria fazer e geralmente não faz (inclusive eu L), que é personalizar ao máximo seu template, assim se tornando realmente único!

Para fazer uma boa personalização no template é preciso lidar com códigos, o que nem todas as pessoas sabem ou estão dispostas a aprender, até para isso templates profissionais oferecem solução, pois muitos possuem um grande número de itens personalizáveis através do painel de controle, com poucos cliques do mouse poderá mudar muita coisa.

O template que está pensando em comprar serve para sua estratégia?

Sabemos que existem as mais diversas estratégias que podem ser utilizadas para ganhar dinheiro com blogs, e será que o template que está escolhendo se aplicará bem para a estratégia que pretende utilizar?

Olhe bem como é sua área de cabeçalho (header.php), olhe os espaços de seu rodapé (footer.php), avalie a largura da párea de post e pense em suas publicidades, tente imaginar como ficarão.

Uma característica que considero muito, mas muito interessante mesmo é ter como criar sidebars ilimitadas, assim para cada tipo de post, página, na home poderá ter sidebars diferentes, montadas e pensadas especificamente nos leitores com determinados interesses, isso do ponto de vista estratégico é estar anos-luz a frente da concorrência!

E você, o que considera importante em um template profissional para WordPress?

Prós e Contras do WordPress e Blogger

O WordPress e o Blogger são duas das plataformas mais utilizadas na criação de blogs, cada um com suas vantagens e desvantagens, que devem ser levadas em consideração por quem deseja iniciar um novo blog.

Abaixo você pode conferir uma lista com as principais vantagens e desvantagens oferecida por cada uma destas duas plataformas, que podem te ajudar na hora de iniciar um novo projeto.

WordPress

O WordPress oferece duas versões de sua plataforma, sendo uma que pode ser criado facilmente no WordPress.com e também um pacote que pode ser baixado no WordPress.org e instalado em um servidor apropriado.

Basicamente, a diferença entre os dois está no fato de que o WordPress.com é mais limitado, não permitindo editar ou instalar novos templates, adicionar novos plugins ou adicionar publicidades, enquanto que no WordPress instalado você tem muito mais liberdade para fazer tudo isso.

Prós do WordPress:

wordpressTemplates

WordPress.org – Permite adicionar novos templates e também editá-los de uma forma mais fácil em relação ao Blogger.

WordPress.com – Não permite adicionar ou editar templates.

Plugins

WordPress.org – Permite adicionar novos plugins que dão mais funcionalidades a plataforma, como é o caso de contadores de visitas, melhoramentos na navegação, backups automáticos, sistemas de newsletter e etc.

WordPress.com – Tem um número limitado de plugins e não permite adicionar plugins novos.

Proteção por senha

WordPress.org e WordPress.com – Permitem proteger qualquer página ou post com uma senha, impedindo que qualquer pessoa tenha acesso ao conteúdo.

Maior controle sobre os dados do blog

WordPress.org – Você tem acesso total ao banco de dados e os arquivos que compõem o blog, o que dá liberdade para ter uma cópia local de seu blog e movê-lo para outra hospedagem a qualquer momento. Você é dono do seu conteúdo.

WordPress.com – Não permite acessar os arquivos ou o banco de dados. No entanto, isso só seria um problema caso seu blog esteja fora das diretrizes de uso do próprio WordPress, que neste caso poderia deletar a sua conta.

URLs amigáveis

WordPress.org e WordPress.com – O WordPress permite customizar a URL dos posts e páginas, tornando mais amigáveis para os buscadores.

SEO

WordPress.org e WordPress.com – O WordPress por si só já é melhor em relação a SEO e fica melhor ainda depois de instalar alguns plugins como o All in One SEO Pack, que oferece uma melhor customização dos títulos dos posts (que aparece no topo dos navegadores), meta tags, descrição e etc.

Empresas de hospedagens oferecem a instalação do WordPress com 1 clique

WordPress.org – Quem deseja optar pelo WordPress instalado, poderá usufruir do sistema de auto instalação oferecido pela maioria das empresas de hospedagem de sites.

Criação de páginas infinitas

WordPress.org e WordPress.com – O WordPress permite criar páginas estáticas infinitas, ao contrário do Blogger que atualmente só permite adicionar 20.

Contras do WordPress:

Maior conhecimento técnico

WordPress.org – Um blog instalado exige maior conhecimento sobre os procedimentos relacionados a publicação de arquivos, preparação do banco de dados e instalação do WordPress, o que não acontece no Blogger ou no WordPress.com

Não é de graça

WordPress.org – Para ter um blog instalado é necessário adquirir uma hospedagem profissional (as hospedagens grátis não são recomendadas) e 1 domínio próprio, o que pode custar algo em volta de R$15,00 por mês.

Mais responsabilidades

WordPress.org – Para que seu blog esteja seguro, é necessário que você cuide de realizar backups periódicos para se prevenir em caso de uma catástrofe. Além de estar encarregado de verificar se tudo está funcionando corretamente com o servidor de hospedagem.

Publicidade

No WordPress.com é proibido a inclusão de qualquer tipo de publicidade, tanto é que as publicidades do Google Adsense não aparecem de jeito nenhum no blog.

Blogger

O Blogger é uma plataforma oferecida gratuitamente pelo Google, que também permite criar blogs incríveis, mas que não são tão bons em relação a customização e otimização para os buscadores.

É Grátis

Desde que você opte pelo subdomínio grátis (seublog.blogspot.com), você não precisa pagar nada, mas se quiser adquirir um domínio, terá que desembolsar $10 por ano.

Templates grátis

O Blogger também conta com centenas de templates grátis.

Não precisa se preocupar com backup

O próprio Google se encarrega de cuidar do backup de seus arquivos e do banco de dados.

É mais fácil para se cadastrar no Google Adsense

Quem tem uma conta no Blogger, tem mais facilidade para criar uma conta no Google Adsense para ganhar dinheiro com o blog.

Proteção por senha

O Blogger apenas permite adicionar um usuário e senha para o blog que abrange o blog todo, diferente do que acontece com o WordPress que permite proteger páginas individuais.

Contras do Blogger:

Não permite armazenar outros tipos de arquivos

O Blogger somente oferece a hospedagem de imagens. Se precisar armazenar outros tipo de arquivos, terá que utilizar serviços de armazenamento oferecidos por terceiros. No WordPress.org você não tem este tipo de problema.

Não oferece categorias

O Blogger não permite organizar o conteúdo por categorias como acontece no WordPress. A única forma de organizar o conteúdo por seções é através dos marcadores, que são conhecidos por TAGS no WordPress.

Não permite editar comentários

Você não pode editar os comentários deixados pelos visitantes.

Não permite editar a URL dos posts

A URL dos posts não pode ser editada.

Não permite adicionar meta tags individuais

Você somente tem a opção de adicionar meta tags de uma forma generalizada, que aparece igual em todos os posts e páginas do blog.

Não permite editar os títulos

O Blogger não permite adicionar um título para as páginas (que aparece no topo dos navegadores) diferente dos títulos dos posts, o que pode atrapalhar um pouco a otimização do blog.

Reputação ruim

De uma forma geral, o Blogger tem uma má reputação devido aos montes de blogs spams que são criados diariamente. O que pode levar muitas grandes empresas a bloquearem o acesso de seus funcionários a qualquer blog que utilize um subdomínio oferecido pelo Blogspot.com.

Templates com código sujo

Os templates do Blogger em sua maioria contém códigos desnecessários e também carregam todo o CSS dentro do mesmo arquivo XML, o que aumenta o tempo de carregamento do blog e pode prejudicar no posicionamento do blog nos buscadores.

Conclusões

Para resumir, eu diria que o Blogger é mais recomendado para quem deseja criar um blog pessoal ou mesmo que pretenda criar um blog profissional, mas ainda não tem certeza de que dará continuidade no projeto. Digo isso porque a maioria dos blogueiros abandonam seus blogs nas primeiras semanas.

Se depois de uns 3 meses, ainda estiver trabalhando firme na criação de conteúdo para seu blog, recomendo que mude para o WordPress, pois as chances de ter sucesso são maiores. Se este for o seu caso, recomendo que leia o artigo “Como transferir o Blogger para o WordPress“.

Fonte: Celso Lemes/CriarSites