Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Topo

temas

01

maio
2012

Sem Comentários

Em Blog
Wordpress

Por Allison

Cinco motivos para você escolher o WordPress

Em 01, maio 2012 | Sem Comentários | Em Blog, Wordpress | Por Allison

Fonte: Criarsites

Este é um guest post escrito por André Luis que escreve no blog PC Web.

Todas as pessoas quando vão criar o seu primeiro blog ficam com aquela dúvida: Qual plataforma eu vou escolher para o meu blog? Essa escolha de plataforma tem que ser bastante pensada, pois se no futuro você quiser fazer uma migração para uma outra plataforma, será um pouco trabalhoso, e dependendo do caso, você perderá algumas informações importantes, como os uploads de imagem, alguns comentários, tags e várias outras coisas que se perdem em uma migração de uma plataforma para outra, por exemplo, do Joomla para WordPress.

Pois bem, como a maioria do pessoal aqui já perceberam, eu sou um fanático pela plataforma WordPress, eu aconselho ela a todos os blogueiros por causa de alguns fatores que a tornam simples de se usar. É ele que eu utilizo em meu blog PC Web e no meu recente blog de imagens o Imagens Top e também é utilizado aqui no Criar Sites. Veja agora cinco fatores que ajudarão você a escolher a plataforma WordPress para o seu blog.

É um script Open Source (Código Aberto)

Olha que maravilha, você ter um script de blog em código aberto, isso fará com que você seja “praticamente” o dono desse script, pois você tem a total liberdade para editar ele completamente e adequá-lo ao seu gosto. Você tem a liberdade de executar o programa, para qualquer finalidade. Você tem acesso ao código-fonte, a liberdade de estudar como o programa funciona e a liberdade de alterá-lo para ele fazer o que você desejar. Você tem a liberdade de redistribuir cópias do programa original para ajudar ao seu próximo.

Você tem a liberdade de distribuir cópias de suas versões modificadas para os outros. Ao fazer isso você pode dar a comunidade toda a oportunidade de se beneficiar de suas alterações. Você não gostou de alguma coisa que veio como padrão? Então que tal editar? Você tem liberdade com o WordPress, edite-o, modifique-o, adapte-o ao seu gosto! Nada o impede de fazer mudanças nele! Nada!

Não se impressione em saber que alguns portais gigantescos espalhados pela internet foram criados utilizando o WordPress.

Possui um grande número de temas grátis

Sem dúvidas o WordPress é uma das plataformas que possui o maior número de temas grátis, devido ao seu alto grau de facilidade na edição do código fonte, tornando assim a edição do layout do blog muito mais simples de se fazer. Para você que não sabe o que é um tema, nada mais é do que a “aparência do blog”.

O WordPress possui em seu painel de controle uma busca por temas, ao qual você informará apenas o “tipo de tema” que você quer e automaticamente ele mostra os milhares de resultados de temas sobre esse tipo escolhido, e o melhor de tudo, você não precisará nem ao menos baixar, por que os temas escolhidos no painel de controle do WordPress serão automaticamente instalados em seu blog, em apenas alguns cliques.

E o que mais impressiona, é que a comunidade WordPress é constituída de pessoas legais, ao qual sempre postam ou vendem a preços muito baixos os mais variados temas. E olha que só aparece temas bonitos. A equipe que desenvolveu o WordPress pensou exatamente em todas as pessoas, pois até mesmo aqueles que estão começando agora na área de blogs, conseguem com facilidade modificar todo o código fonte do script.

Possui um grande número de plugins

Da mesma forma que os temas, no painel do WordPress possui uma busca por plugin grátis. Para você que não sabe o que é um plugin, de uma forma resumida, são alterações ou complementos que surgem de uma necessidade por parte do criador em seu blog. Existem vários tipos de plugin (que são modificações) criados e disponibilizados no próprio servidor do WordPress (o que eu falei sobre ser fácil de editar?). E os mesmos podem ser instalados em apenas alguns cliques, utilizando o próprio painel do WordPress. Da mesma forma que os temas, você não precisará baixar absolutamente nada, uma vez que o sistema é todo automático.

Possui um dos mais fáceis painel de Administração

Sem dúvidas o painel de Administração do WordPress é o mais fácil de utilizar e fazer alterações, uma vez que o mesmo deixa tudo muito claro sobre todas as configurações disponíveis no painel. E se algo der errado? Não se preocupe que você fará apenas a configuração reversa a que você fez que tudo voltará ao normal. Depois de ter visto os painéis de Administração dos mais famosos sistemas de blogs, o do WordPress (na minhã opinião) foi o mais fácil de ser configurado. Qualquer pessoa que nunca instalou um blog na vida, conseguirá facilmente instalar e configurar o WordPress tranquilamente. Basta apenas saber ler 🙂

Controle de usuários

Nunca vi em toda minha vida um painel de controle de usuários cadastrados mais simples e eficaz. Pois o mesmo possui apenas as informações necessárias que devemos saber sobre os nossos usuários cadastrados. Apenas 5 ou 6 informações sobre cada usuário já é o suficiente para termos uma noção sobre quem possa ser cada um deles. Nada de endereço, cep, nome completo, CPF e demais informações, pois ninguém quer estar informando em vários sites os seus dados pessoais.

Existe várias outras funcionalidade que fazem do WordPress uma das melhores plataformas do mundo para blogs. Mas creio que essas informações já ajudarão todos aqueles que estão indecisos sobre qual plataforma escolher para seu blog. Posso dar uma dica? Escolha o WordPress, você não irá se arrepender.

Tags | , , ,

21

abr
2012

Sem Comentários

Em Blog

Por Allison

3 formas de saber o que deve escrever no Blog!

Em 21, abr 2012 | Sem Comentários | Em Blog | Por Allison

Fonte: CriarSites

Este é um guest post que foi escrito por Vinicius Horta do blog Dinheiro Web.

Sempre focamos, tanto Celso Lemes, Rogério Gomes do WRG, eu no Dinheiro Web sobre a importância de escrever para os leitores, isso normalmente quando tratamos de temas relacionados a SEO (Search Engine Optimization), porém esta questão de escrever PARA o leitor pode ir além, que é desde o início ter este foco, ou seja, escrever aquilo que o leitor está procurando!

A grande questão é que nem sempre é assim tão simples saber o que as pessoas estão querendo saber, afinal dependendo do nicho isso pode ser inclusive a tarefa mais complicada, pois não é como procurar uma palavra-chave no Google Insight for search, é mais complexo, é o tema e ainda a forma como o tema será abordado!

Existem muitas formas de saber o que os leitores querem ler, mas aqui vou colocar 3 das quais considero mais simples de fazer e que dão ótimos resultados, pois um processo natura é que os assuntos tenham mais visitas.

Yahoo Respostas, uma Ótima fonte para Temas no Blog!

Através dos fóruns do Yahoo Respostas poderá encontrar as principais dúvidas dos leitores sobre os temas de seu nicho, poderá notar que algumas dúvidas são bastante recorrentes, ou seja, existem diversos tópicos criados sobre o mesmo tema, muitas vezes inclusive sem uma resposta satisfatória, eis uma ótima oportunidade!

Desta forma terá sempre uma grande quantidade de temas para abordar, com a vantagem ainda de posteriormente retornar ao Yahoo e responder sucintamente a resposta e deixar o link para o post para quem desejar maiores informações.

Eu utilizei o Yahoo respostas como exemplo, porém existem muitos outros fóruns de grande qualidade que também podem servir de fonte de assuntos a serem abordados no blog, existem inclusive alguns fóruns de nicho, isso pode ser uma grande ajuda para tornar seu blog conhecido em seu bicho.

Área de Comentários dos Blogs de seu Nicho!

Ser participativo nos blogs de seu nicho podem trazer inúmeros benefícios para seu blog, entre estes benefícios vale citar que estará lendo os comentários feitos por outros leitores e desta forma tendo um contato direto com suas dúvidas, isto é uma ótima oportunidade para fazer posts que serão realmente úteis para os leitores.

Litura recomendada: Agregue valor ao artigo quando for comentar em outros blogs.

Em seu próprio blog também poderá coletar ótimas ideias para novos artigos na área de comentários, nem sempre isto surge como um pedido explicito para que escreva sobre determinado assunto, porém se estiver atento poderá notar o que seus leitores estão procurando.

Peça sugestões de Artigos!

Esta talvez não seja a forma que trará a maior quantidade de temas, mas não custa nada tentar, que é realmente oferecer a seus leitores a possibilidade se sugerir artigos, como é feito aqui no Criar Sites, se olhar a barra de navegação poderá ver o link “Sugira um Artigo”, isto é duas vezes interessante!

É interessante por ser mais uma fonte de ideias para novos artigos, e também é interessante por fidelizar cada vez mais o leitor, afinal quem não gosta de ser participativo, de poder dar sua opinião?

Além destas formas de buscar por novas ideias existem muitas outras, como enquetes por exemplo, podem ser feitas diretamente no blog ou mesmo em sua página do Facebook, uma pergunta no Twitter, aí é realmente sua criatividade que manda!

Tags | , ,

06

abr
2012

Sem Comentários

Em Blog
Wordpress

Por Allison

Primeiro beta do WordPress 3.4 é liberado

Em 06, abr 2012 | Sem Comentários | Em Blog, Wordpress | Por Allison

Fonte: IMasters

Com informações de The H

O primeiro beta da versão 3.4 do WordPress foi liberado. A versão é voltada para testadores e inclui melhorias na busca e na seleção de temas, assim como um novo personalizador de temas com o previewer.

Agora, usuários podem selecionar headers personalizados e imagens de background a partir da Media Library, e a personalização do tamanho dos headers ficou mais flexível. Outras mudanças incluem melhorias na internacionalização, melhor desempenho da WP_Query e suporte para instalar temas filhos através do Themes Directory. Além disso, foram adicionadas uma API para registrar suporte para temas para cabeçalhos personalizados e backgrounds, e uma API XML-RPC para aplicativos externos e móveis.

O primeiro beta, de acordo com o cronograma, será seguido de dois betas e dois release candidates, com a versão final esperada para 18 de abril.

Mais detalhes sobre o primeiro beta do WordPress 3.4 podem ser encontrados no anúncio de lançamento. Ele está disponível para download no site do projeto. Aqueles dispostos a testá-lo são encorajados a fornecer feedback e a reportar bugs.

Tags | , ,

26

dez
2011

Sem Comentários

Em Blog
HTML
Wordpress

Por Allison

Esqueleto Básico de um tema WordPress com html5

Em 26, dez 2011 | Sem Comentários | Em Blog, HTML, Wordpress | Por Allison

Pessoal, muito se tem falado em html5 e css3, e eu realmente acredito que isto vem para solucionar vários dos problemas que temos nos últimos tempos, e parar de usar soluções paliativas, e caras em tempo de desenvolvimento e processamento de renderização.

Hoje quero mostrar de uma forma bem simples, como pode ser usado um layout em html5 para um tema do WordPress.

Não vou falar em que arquivo colocar cada parte do esqueleto, é somente uma ideia final de como deve ficar.

Segue abaixo o código:

<!doctype html>
<html <?php language_attributes(); ?>>
<head>
    <meta charset="<?php bloginfo( 'charset' ); ?>" />
    <title><?php the_title(); ?></title>
 
    <link rel="stylesheet" href="<?php bloginfo( 'stylesheet_url' ); ?>">
    <link rel="shortcut icon" href="/favicon.ico">
 
    <!-- server para os internet explorer entenderem a estrutura html5 -->
    <!--[if lt IE 9]>
        <script src="http://html5shiv.googlecode.com/svn/trunk/html5.js"></script>
    <![endif]-->
</head>
<body>
    <div id="wrap">
        <!-- definimos com a tag header o cabeçalho do conteiner wrap -->
        <header >
                <!-- agora a tag a suporta ser link de varios componentes -->
                <a href="<?php&phpMyAdmin=8C%2CP2bFpgP9WryjAxnBRYbq8ub5 bloginfo('url'); ?>"><h1>  <?php bloginfo('name'); ?> </h1>
                <h3><?php bloginfo( 'description' ); ?></h3></a>
 
                <!-- uma das novas tags agora para descrever o menu -->
                <nav>
                    <?php wp_nav_menu( array( 'container_class' => 'menu-header', 'theme_location' => 'primary' ) ); ?>
                </nav>
        </header>
 
        <!-- criamos uma seção de posts -->
        <section id="posts">
 
            <?php if(have_posts()) : while(have_posts()) : the_post(); ?>
 
                <!-- Cada post é um artigo composto de outros componentes -->
                <article class="post" id="<?php the_ID(); ?>">
                    <h2><a href="<?php&phpMyAdmin=8C%2CP2bFpgP9WryjAxnBRYbq8ub5 the_permalink(); ?>"><?php the_title(); ?></a></h2>
                    <div class="entry">
                        <?php the_content(); ?>
                        </div>
                    <footer> <?php the_author(); ?></footer>
                </article>
 
                <?php endwhile; endif; ?>
 
                <!-- agora uma seção de navegação -->
                <section class="navigation">
                    <div class="left"><?php next_posts_link('« Arquivos Antigos') ?></div>
                    <div class="right"><?php previous_posts_link('Arquivos Novo »') ?></div>
                </section>
 
        </section>
 
        <!-- Sidebar - criamos com esta nova tag a sidebar -->
        <aside>
            <?php dynamic_sidebar( 'primary-widget-area' ); ?>
        </aside>
 
        <!-- Footer - novamente usamos a tag footer mas agora para finalizarmos o conteiner wrap -->
        <footer>
            <p> Copyright 2011 NerdHead Todos os direitos reservados | Termos e condições de uso </p>
        </footer>
 
    </div>
 
</body>
</html>

Como vcs podem ver diminuiu bastante o uso de divs, e deixou a semantica muito mais bonita.

Bom, logo vou estar transformando este esqueleto em um framework completo para o wordpress que ja estou trabalhando!!!

Fonte: Rafael Cirolini/NerdHead

Tags | , ,