Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Topo

tecnologia

21

mar
2015

Um Comentário

Em Blog
Clipping
Destaques

Por Vinicius AC

Diferencial Competitivo: O Sucesso na Trajetória de Micro e Pequenas Empresas

Em 21, mar 2015 | Um Comentário | Em Blog, Clipping, Destaques | Por Vinicius AC

diferencial-competitivoA SWX Softwares foi uma das 15 empresas selecionadas em todo o Brasil para a publicação: “Inovação como Diferencial Competitivo: O sucesso na trajetória de micro e pequenas empresas”, do CNI / SEBRAE.

Publicado em 2014 pela CNI – Confederação Nacional da Indústria e SEBRAE, o livro é uma coletânea com 15 casos de sucesso de inovação envolvendo empresas de todo o Brasil. A SWX teve a honra de representar Sergipe.


A inovação traz vantagens competitivas para as empresas, que se traduzem em avanços no bem-estar social e, por isso, deve ser sempre incentivada. Mudanças organizacionais e o desenvolvimento de novos produtos, serviços, processos e modelos de negócio não ocorrem sozinhos. Práticas inovadoras se fortalecem quando realizadas por meio de parcerias e com o apoio de iniciativas que visem o seu estímulo.

É nesse sentido que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) vêm trabalhando de forma ativa nos últimos quatro anos. Sob a bandeira da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), lutam para incorporar o tema na estratégia das empresas e ampliar a efetividade das políticas de apoio no país. Trata-se de um exemplo bem-sucedido de interação público-privado, por meio da construção conjunta de soluções para aumentar a competitividade. Em consonância com esse objetivo, a MEI criou os Núcleos Estaduais de Inovação, que atuam em rede para que ações nacionais cheguem aos estados, reforçando atividades inovadoras por todo o Brasil.

Em 2010, por intermédio desses núcleos, a CNI e o SEBRAE firmaram parceria para implantar planos de inovação nos pequenos negócios por meio de atos de mobilização, capacitação, consultoria e assessoria. Como resultado, mais de 6.000 empresas foram capacitadas e mais de 1.500 tiveram atendimento em gestão.

Os 15 casos presentes nesta publicação são evidências inspiradoras do resultado dessa iniciativa.

Espera-se que as experiências de sucesso aqui relatadas se multipliquem por milhares de outras empresas e intensifiquem a adoção de políticas de inovação para conduzir o país, com firmeza, na rota do crescimento vigoroso e sustentado que almejamos.

Download SWX-Livro-CNI-MEI_CASES_MPEs (PDF)


Tags | , , , ,

CIO Market na final do Inovativa Brasil

Em 06, dez 2014 | Sem Comentários | Em Blog, Clipping, Destaques, Empreendedorismo | Por Vinicius AC

Inovativa BrasilO CIO Market, startup que está sendo criada dentro da SWX, ficou entre as 72 startups  selecionadas para a fase final (fase 3) do programa Inovativa Brasil, iniciativa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), executado pelo Wenovate.

Passaram para a fase 2 apenas negócios inovadores com potencial de mercado e de escalabilidade. Entre eventos, webinars, mentorias e conteúdos disponibilizados na plataforma, a fase 2 serviu para uma avaliação mais profunda dos negócios.

Para a fase 3 a preparação foi intensificada através de um bootcamp  em São Paulo nos dias 22,23 e 24 de novembro de 2014.
No evento em São Paulo, os dois primeiros dias foram de preparação intensiva com mentorias e treinamentos. No terceiro dia, os empreendedores finalistas apresentaram seus negócios a bancas formadas por investidores-anjo, gerentes de fundos de investimento e executivos de grandes empresas como Natura, Braskem, Embraer, Oracle e CI&T, dentro da programação da Conferência da Anjos do Brasil.

“O InovAtiva Brasil é um programa de capacitação, mentoria e conexão para startups, coordenado pelo MDIC, que este ano chegou a sua segunda edição. É importante destacar que muitas empresas já saíram da terceira fase com parcerias e aportes financeiros em negociação. As conexões e mentorias oferecidas são as melhores do mercado, e esse é um dos pontos mais destacados por todos os participantes”, frisa Nelson Fujimoto, secretário de Inovação do MDIC.

 

Todos os setores

Marcos Vinícius de Souza, Diretor de Fomento à Inovação do MDIC, ressalta outra vantagem do InovAtiva: trabalhar com empresa de todos os setores, não somente com startups de Tecnologia da Informação. “Temos diversos participantes das áreas de saúde, agronegócio, meio ambiente, automação industrial e até empresas de setores específicos como nanotecnologia e veículos aéreos não tripulados, os drones. O projeto melhor avaliado por nossa banca desenvolveu um novo composto químico que aumenta consideravelmente a eficiência de painéis de energia solar”, enumera Souza, destacando que há oportunidade para qualquer empresa inovadora.

 

Sobre o InovAtiva

A segunda edição do Programa InovAtiva Brasil, lançada em maio deste ano, foi composta por três fases em que quase sete mil empreendedores de todo o Brasil tiveram acesso gratuito à capacitação baseada em vídeos e textos de empresários, consultores e especialistas. Foram 703 os selecionados na primeira fase, e 128 para a segunda. Todos os 128 receberam mentorias individuais com empresários e executivos e também participaram de eventos presenciais de treinamento em cinco capitais brasileiras. Na terceira fase, 75 empresas selecionadas tiveram mais capacitação, treinamento presencial e 69 delas se apresentaram nas bancas desta semana.

O InovAtiva Brasil tem parceiros importantes para a execução do programa e construção da rede de mentores e avaliadores, como EndeavorConfederação Nacional da Indústria (CNI) e Senai NacionalMcKinsey & CompanyAssociação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento de Empresas Inovadoras (Anpei)Instituto Anjos do BrasilAssociação Brasileira de Venture Capital e Private Equity (ABVCAP) e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Fonte: MDIC

Tags | , , , , ,

09

mar
2012

Sem Comentários

Em Blog
Redes Sociais

Por Allison

Os 10 ajustes necessários para implantar redes sociais corporativas com mais eficácia e menor custo

Em 09, mar 2012 | Sem Comentários | Em Blog, Redes Sociais | Por Allison

Fonte: Carlos Nepomuceno/IMasters

Humanices: em plena sociedade do conhecimento, ninguém tem mais tempo de parar para pensar - Nepô – da safra de 2012.

São eles:

  1. Encarar a migração para as redes sociais digitais como futuro inevitável, tendo a noção de que quanto mais tempo demorar, maior será a taxa de risco e menor o das oportunidades.
  2. Passar a ver a própria organização como uma grande rede social com problemas de eficiência para inovar e se reinventar diante da velocidade e complexidade de mudanças do novo século.
  3. Compreender que o novo ambiente de circulação de ideias fará a organização obrigatoriamente rever princípios e ampliar o diálogo honesto com os diferentes stakeholders, a partir de forte mudança cultural induzida pela tecnologia cognitiva, que altera nossa forma de pensar e agir.
  4. Alinhar tal macro-mudança ao planejamento estratégico.
  5. Envolver profundamente a alta direção no processo.
  6. Criar um grupo executivo multidisciplinar e multisetorial para coordenar as ações de implantação entre as diferentes iniciativas internas e externas, que envolve a gestão como um todo e as sub-gestões: de informação, de conhecimento, de inovação, de educação, de comunicação etc.).
  7. Adotar métricas de resultados que priorizem o aumento da taxa de eficiência, valor e competitividade da própria organização.
  8. Implantar normas, métodos e tecnologias que tornem obrigatório e involuntário o compartilhamento dos arquivos de trabalho, reduzindo o tempo de recuperação e cada vez mais a reciclagem e a inovação da base de conhecimento.
  9. Adotar normas, processos, métodos e tecnologias que permitam reduzir o trabalho de baixo valor agregado, com o uso de novos métodos e tecnologias das redes sociais digitais.
  10. Adotar a sequência de implantação, pela ordem: aumento da eficácia de processos nas sub-redes de ação e de informação, via compartilhamento compulsório e, só então, implantar novas sub-redes de comunicação e relacionamento, através da colaboração voluntária.

Que dizes?

Tags | , , ,

16

dez
2011

Sem Comentários

Em Marcas

Por Vinicius AC