Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Topo

google apps

03

set
2011

Sem Comentários

Em Blog

Por Allison

Disoft apresenta nova versão de ERP cloud computing

Em 03, set 2011 | Sem Comentários | Em Blog | Por Allison

A Disoft está lançando a versão 3.0 do sistema ERP que utiliza a plataforma Openbravo baseada em cloud computing. Os benefícios da nova versão serão apresentados no dia 12 de setembro, em evento promovido pela Disoft, em São Paulo, que reunirá executivos da empresa e da Openbravo Espanha para falar sobre a parceria.

Entre os diferenciais da nova versão está a maior agilidade no acesso às informações. Os usuários terão total conectividade com as redes sociais, como facebook e twitter, acessarão suas informações pessoais pela conexão Google Apps, e terão à sua disposição, informações gerenciais nos “dashboards” por gráficos dinâmicos, tudo isto por meio do painel customizável existente na tela principal de cada usuário.

Armando Buchina, CEO da Disoft, comenta – em comunicado à imprensa – que as facilidades disponíveis na nova versão irão proporcionar agilidade ao trabalho, otimização nos processos e, consequentemente, aumento da produtividade.

Fonte: CRN

Tags | , , , ,

23

jul
2011

Sem Comentários

Em Blog

Por Allison

Microsoft lança Office 365, um adversário para o Google Apps

Em 23, jul 2011 | Sem Comentários | Em Blog | Por Allison

A Microsoft lançou nesta terça-feira a versão na nuvem do Office em 38 países. O Office 365 ainda não está disponível em português brasileiro mas, segundo a companhia, a versão deve chegar na “segunda onda” de lançamentos – sem data definida. O pacote inclui todos os softwares já conhecidos do pacote Office como Word, Excel, PowerPoint e Outlook.

O diretor-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, destacou durante palestra de lançamento do 365 nesta terça-feira o aspecto colaborativo que a nuvem traz.”A colaboração é fundamental para o crescimento de um negócio e achamos que a melhor tecnologia de colaboração deveria estar disponível para todos. Com poucos cliques, Office 365 oferece às pequenas e médias empresas as ferramentas de colaboração poderosas que impulsionaram as grandes empresas durante anos”, disse Ballmer.

A grande novidade é que agora o pacote Office pode ser acessado a partir de qualquer dispositivo conectado à internet, inclusive os da rival Apple, ou que rodem Android, do Google. A empresa de Bill Gates disponibiliza duas opções para o interessados no novo pacote. Para profissionais e pequenas empresas (com até 25 funcionários), há a assinatura profissional do 365 ou o chamado plano P. O preço inicial da assinatura do Plano P é de US$ 6 mensais. Para grandes organizações, a Microsoft disponibiliza a assinatura ‘Enterprise’ ou Plano E, que custa a partir de US$ 10 mensais.

O plano P permite acesso a e-mals, documentos, calendários e contatos. De acordo com a Microsoft, é possível usar o aplicativo sem ter conhecimento de TI.

Já o plano E é destinado para empresas com “necessidades de TI avançadas”. O pacote disponibiliza integração com o Active Directory, arquivo de e-mail avançado, e Office Professional Plus. Nesse caso, a Microsoft oferece suporte técnico 24 horas por dia.

A Microsoft também promete segurança com o aplicativo, dizendo que os arquivos são armazenados nos “melhores centros de dados”, que disponibiliza recuperação de arquivos e que conta com as principais certificações de segurança (SAS 70 e ISO 27001).

Google x Microsoft

O Google já havia dado fim ao monopólio da Microsoft com o Office, que segundo o jornal The Guardian gera 50% dos lucros da gigante, há muito tempo por conta do Google Apps. Agora, que a rival lançou a sua própria versão do pacote na nuvem, o Google passou ter alguma dor de cabeça.

Na véspera do lançamento do Office 365, o Google postou em seu blog 365 razões para usar o Google Apps. A corrida é principalmente pelos usuários corporativos. No mês passado, a rede de hotéis InterContinental, que tem 25 mil empregados em escritórios, anunciou a migração para o Google Apps.

Especialistas dizem que o Google ainda detém a vantagem para oferecer produtos mais baratos (até US$ 50 por ano) e algumas vezes gratuitamente. Para o analista da Gartner, Matt Cain, essa é uma oportunidade única para a Microsoft. “Se a Microsoft tropeçar, ela abre a porta para o Google, que já uma enorme ameaça para o Office no longo prazo”, disse o analista ao Guardian.

A recente onda de computação torna não só o Google uma ameaça para a Microsoft. Em termos de serviços de e-mail, a IBM, a Zimbra e a Sales.com já oferecem softwares na nuvem que vem ganhando popularidade nos EUA e na Inglaterra.

Para a analista Melissa Webster, analista da consultoria IDC, a Microsoft não tinha como escapar da nuvem. “Não há dúvida de que foi a popularidade do Google Apps que empurrou a Microsoft (para a nuvem)”, concluiu a analista ao jornal inglês.

Cloud computing? Entenda o que é essa tal de ‘nuvem’

A Cloud Computing, ou Computação em Nuvem, está se tornando cada vez mais falada e mais usada. Mas você sabe mesmo o que é este tipo de computação que promete alterar totalmente a forma como trabalhamos no computador e na internet? E nossos dados, estarão seguros nesta nuvem? Será que existe algum perigo de que percamos nossas informações e arquivos? Quais as vantagens e desvantagens de se trabalhar dessa forma? Muitas são as perguntas, e a respostas vão surgindo com o tempo. Algumas já existem, então, vamos a elas. Clique aqui e descubra o que é essa tal de nuvem, e alguns exemplos de Cloud Computing que estão por aí.

Fonte: TecnologiaTerra

Tags | , , , , , , , , ,