Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Topo

dicas

06

maio
2014

Sem Comentários

Em Blog
Empreendedorismo

Por Vinicius AC

4 Exemplos do MMA para ter sucesso nos negócios e na vida

Em 06, maio 2014 | Sem Comentários | Em Blog, Empreendedorismo | Por Vinicius AC

4 lições que o MMA nos ensina e que podemos levar para as nossas vidas profissional e pessoal

strength-business-managment

Um gancho bate em sua mandíbula. Seus punhos se cerram, seu coração acelera e você sente a adrenalina. É hora de lutar.

Lutar traz um poder instintivo. Mas lutadores profissionais sabem que lutar não é um arroubo de fúria. Para se manter no topo o lutador deve ter coragem, estratégia, tenacidade e uma busca, essa sim, furiosa pelo sucesso. Estas mesmas características que moldam os grandes lutadores, moldam os grande empreendedores.

No últimos anos, uma modalidades de luta superou o boxe em popularidade e trouxe ao estrelato lutadores antes restritos às academias, ou no máximo, aos ciclos olímpicos. Este esporte é o MMA, que tem sua representação mais visível hoje o evento UFC. Analisando as lutas e lutadores de MMA podemos tirar lições que servem para o octágono e para as salas de reuniões.

Aqui estão os quatro lições mais poderosas para ajudá-lo a ganhar a luta no mundo dos negócios e na vida.

 1 – Encare seus medos

minotauro vs bob sapo

Na luta histórica entre Rodrigo Minotauro e Bob Sapp, a diferença de tamanho e peso entre os lutadores era muito grande, mas o brasileiro encarou o gigante, usou sua técnica apurada frente a força bruta do rival e na oportunidade que teve finalizou a luta.

O medo é inevitável – e como você o encara é que faz a diferença . Seu negócio vai enfrentar crises e encruzilhadas . Não deixe que elas façam você parar. Faça do seu medo o seu aliado. Encare-o de frente, confie em seus instintos e aquele medo que te paralisa irá sumir.

2 – Vença com estratégia

Ainda como lição da luta anterior, podemos ver que a estratégia bem aplicada, pode vencer a força bruta de um gigante.

Nos negócios, maior nem sempre é melhor. Uma startup “esperta” pode passar a perna em um gigante lento e agarrar uma oportunidade incrível. Quando você está enfrentando probabilidades improváveis, uma estratégia mais inteligente pode definir a vitória.

3 – Esteja na luta

anderson-silva-triangulo

Na primeira luta entre Anderson Silva e Chael Sonnen, o norte-americano ameaçou pela primeira vez o reinado do Spider que resistiu durante toda a luta, mesmo sendo dominado. Na adversidade o brasileiro sempre se manteve na luta, mudando a tática, buscando outras saídas e por fim conseguiu uma vitória por finalização.

Lutadores de alto nível sempre se mantem na luta, independente do resultado que possa vir e assim se tornam mais fortes, mesmo com uma eventual derrota. Nos negócios, quando você escolhe uma luta para travar vá até o fim. Ainda que você tome um soco e a reação exija muita força, quando desistir não é uma opção você vai encontrar a vontade e a forma de vencer.

4 – Luta contra seus limites

Os lutadores de alto nível sempre buscam elevar ainda mais sua condição física e técnica, afinal sabem que o pior inimigo está dentro de si.

Nos negócios e na vida, nós não crescemos competindo com os outros, mas, elevando continuamente nossos padrões.

Esteja sempre faminto por: aperfeiçoar seu trabalho, aprender novas habilidades e conhecer novas pessoas. Se a seu negócio é bom, empurre-o para ser grande. Nunca se contente com o status quo.

Ser lutador de MMA  não é para todos, mas todos nós enfrentamos nossas batalhas. Você não vai ganhar todas, mas com a força, o foco e a preparação de um lutador, você vai ganhar mais do que perder.

Fonte: Entrepreneur  (Adaptado por Mike em CIO Market)

Slider-CIO-Market1

 

Tags | , ,

04

jan
2011

Um Comentário

Em Blog

Por Vinicius AC

12 dicas para falir a sua empresa

Em 04, jan 2011 | Um Comentário | Em Blog | Por Vinicius AC

Fonte: saiadolugar.com.br

Este texto faz parte da coluna da Plataforma Brasil feito especialmente para os leitores do Saia do Lugar.

Você deseja falir? Evidentemente que não. Quem desejaria isso em sã consciência?
Certamente ninguém.

As consequências seriam evidentemente desastrosas, envolvendo complicações jurídicas de toda ordem e danos ao patrimônio pessoal, sem contar com a sensação de um trator passando por cima da sua auto-estima empresarial.

Para abordar o assunto, escolhemos uma forma pouco usual. Vamos correr na direção oposta da solução, mostrando justamente quais são as atitudes, métodos e práticas que podem transformar o seu sonho empreendedor em um pesadelo.

Observe:

1-  Ao fechar o primeiro grande contrato, inunde a sua percepção de que de agora em diante tudo vai dar certo e passe a gastar por conta, tendo a certeza de que muitos outros virão.

2- Se você está começando e antes trabalhava em uma grande empresa como executivo, de forma alguma deixe de lado as comodidades de antigamente. Jamais comece a sua pequena empresa sem uma boa secretária bilíngue, nunca se estabeleça em um endereço modesto com um pequeno espaço, e invista pesado na decoração.

3- Logo no início, independentemente do porte do seu negócio ou mesmo da necessidade, trabalhe duro para adequar a sua cultura empresarial aos modismos de gestão da ocasião. Persiga-os nas publicações especializadas, investindo tempo e dinheiro nisso.

4- Não se preocupe em ter um bom contador, e não perca tempo com a questão administrativa e documental.

5- Mantenha sempre um cego e exuberante otimismo, pois ser pragmático e cuidadoso representam comportamentos retrógados e conservadores que em nada representam os novos tempos de crescimento ininterrupto e progresso sem fim. Não peca o seu tempo avaliando os riscos, e deixe de uma vez por todas os pensamentos negativos para trás.

6- Reaja com irritação, sempre que escutar um relato ou análise sobre determinado problema, que não coincida com a sua opinião.

7- Peça sugestões para os problemas e questões da empresa, mas ao escutá-las apoie apenas e exclusivamente aquelas ou aquela pessoa que expressou ideias que coincidam com as suas.

8- Fortaleça e promova única e exclusivamente, os colaboradores que lhe dirijam elogios, reconhecimento, aceitação e apoio como chefe.

9- No trato com seus colaboradores e ao transmitir instruções ou orientações, não seja prático ou direto. Adote uma comunicação oblíqua, difusa, holística e rarefeita. Abandone para sempre o hábito da objetividade.

10- Combata as atitudes e posicionamentos dotados de personalidade e senso crítico, promovendo sempre o “senso comum” e as “frases de efeito”.

11- Não admita em nenhuma hipótese os erros que você mesmo cometeu. Isso pode enfraquecer a sua liderança.

12- Desaprove com vigor aqueles que assumem os seus próprios erros, por mais honestos que sejam, afinal de contas o sua empresa nasceu para ser grande e por isso mesmo é um lugar para profissionais perfeitos.

A lista poderia ser mais longa e de um humor ainda mais ácido, mas se conseguir evitar as situações que descrevemos, estará dando um decisivo passo para a prosperidade e  solidez do seu negócio.

Boa sorte.
Gustavo Chierighini, da Plataforma Brasil

Tags | , , ,

10

ago
2010

Sem Comentários

Em Blog

Por Vinicius AC

Dicas de SEO ( seja amigo do google )

Em 10, ago 2010 | Sem Comentários | Em Blog | Por Vinicius AC

1. Centralidade no conteúdo

A qualidade dos artigos e textos que você publica em seu blog são praticamente a coisa mais importante para uma indexação eficiente e para garantir que qualquer técnica funcione bem e funcione a longo prazo.

Isso porque, os algoritmos dos robôs de indexação das buscas vasculham a internet, antes de mais nada por palavras-chave dentro de seu blog e como elas estão relacionadas com todas as partes, uns com os outros artigos. Também as pessoas, os outros blogs e sites, ao lerem seu conteúdo o considerarão relevante e vão linkar seu blog, indicando seus artigos ou recomendando seu blog. Este é outro fator importante para os robôs: os links são interpretados como votos, o que melhora a sua classificação.

E, o mais importante, quanto mais tempo as pessoas passarem dentro de seu blog e visitarem o maior número de páginas, os robôs vão interpretar isso como um bom sinal de que seu blog tem conteúdo relevante para quem o visita.

2. Esteja sempre um passo à frente

Quanto mais antenado e dedicado você estiver sobre o seu assunto especifico, mas rápido você encontrará as informações que julgar relevantes para quem lê seu conteúdo. Assim, tente sempre antecipar ao máximo a publicação do que pode ser útil e/ou interessante para o seu público alvo, dentro de seu nicho.

Ninguém gosta de blogs desatualizados nem de notícias velhas. E você só vai conseguir estar entre os primeiros a publicar o que seu público quer ler, quando estiver dedicado a ler mais e mais e pesquisar sempre mais. Use Feeds para receber atualizações de seus sites preferidos e redes-sociais como o Twitter, seguindo as pessoas certas e da sua área de interesse para sempre saber o que está se lendo e trocando informações.

Sem contar que, estar entre os primeiros a postar sobre certos assuntos e com atualizações constantes e rápidas, os robôs das buscas voltarão cada vez mais rápido para verificar seu conteúdo.

3. Crie títulos eficientes

Antes de pensar no título de um artigo, escreva ele todo antes. Depois veja quais são as palavras-chave mais relevantes para aquele conteúdo e como as pessoas vão pesquisar para encontrar do que aquele artigo trata. Isso se deve ao fato de que os títulos são a parte mais importante de um conteúdo e é o primeiro lugar onde os robôs vão procurar pelas palavras-chave. Também os títulos é que se tornam a URL de uma página de artigo.

Também lembre-se de, sempre que possível e dependendo do tamanho dos artigos, de usar subtítulos e com destaques do tipo Negrito ou com uma letra e cor diferenciadas do corpo do texto. O que há em destaque dentre dos textos também é percebido mais rapidamente pelos robôs. Sem contar que isso mostra organização das idéias e facilita a leitura de seu visitante.

4. Destaque as palavras-chave

Completando a dica anterior, dê destaque às palavras-chave de seus artigos especialmente quando elas se ligam a outros artigos ou Marcadores de seu conteúdo. Nunca use imagens em lugar dessas palavras para destaca-las já que robôs não lêem imagens, mas apenas palavras.

Isso também mostra, não só aos robôs, mas às pessoas como o seu conteúdo é abrangente e coerente. Os links internos, usando palavras ou títulos, mostram por onde se pode navegar em sua página para continuar aprofundando aqueles temas e evita que certos conteúdos fiquem esquecidos em páginas profundas. Garante inclusive que as pessoas naveguem mais tempo por suas páginas e, como já disse antes, melhora seus números com relação à taxa de rejeição.

5. Link para seu próprio conteúdo

Agora de forma mais direta. Tenha links apontando para suas páginas e conteúdos internos. Seja na barra lateral com menus de arquivo, indicação de artigos mais lidos ou mais comentados, é importante que você mostre a co-relação que existe entre seus artigos. Mesmo que seja apenas uma indicação ao final de cada artigo, coloque uma lista de assuntos relacionados, recomende leitura e convoque seus visitantes à ação, seja para assinar seu Feed, fazer pesquisa, deixar um comentário ou continuar lendo algo mais.

Os robôs vão vasculhar suas páginas como se a primeira página fosse um mapa. Se um conteúdo não estiver ligado de alguma forma às outras páginas de seu blog, essa página não será incluída no índice e se perderá.

6. Link para fora do seu blog

Mostre que seu blog ajuda as pessoas a encontrar assuntos relacionados às suas buscas. Sempre que possível aponte para páginas externas ao seu blog, mas que tratam do mesmo tema e que complementam o assunto. Isso enriquece seus artigos, pois mostra coerência e dá credibilidade ao indicar que essa não é apenas a sua visão, mas a opinião de outros também.

É importante por indicar que seu blog está ligado ao tema de outros e mostra sociabilidade ao compartilhar informações, sem isolar o seu blog do resto do mundo. Os sites e blogs indicados irão visitar você e, eventualmente poderão linkar de volta (e já mostramos a importância de receber links). As pessoas também verão seriedade em seu trabalho e como você está ligado ao que outros fazem.

7. Leia as dicas da Google

Existem milhares de “técnicas” que todos os dias vão surgindo da imaginação dos que se dizem especialistas no assunto de SEO. Mas para se saber o que realmente funciona e para que outras funcionem bem é importante conhecer as “regras” da Google sobre o assunto para não cair em armadilhas e não ser penalizado por fazer uso indevido dessas técnicas. A Google não admite tentativas de fraude e está sempre desenvolvendo seus algoritmos para evitar trapaças. Por isso criou um manual.

8. Leitores geram mais leitores

Essa não é bem uma dica de SEO, mas é o objetivo de todo blogueiro ao produzir conteúdo. Queremos que mais e mais pessoas leiam o que estamos publicando. Queremos ser reconhecidos pelo que fazemos e que as pessoas vejam valor no que é feito. É preciso fidelizar seus visitantes e isso só se faz quando seu pensamento está firmemente focado em responder à demanda de seu público.

Preocupe-se em escrever um blog voltado para as pessoas e não para as máquinas. O maior erro de um SEO é querer pensar apenas nos robôs e nos algoritmos. Mesmo criados por humanos, são apenas “máquinas”. Pessoas é que devem considerar seu conteúdo relevante e é com elas que você deve querer relacionar-se.

Concluindo

Como um blogueiro, o seu trabalho é prover o melhor conteúdo para o seu público alvo e estar focado em seu nicho, lendo mais, estudando e aprofundando cada vez mais. Oferecer o melhor para que as pessoas voltem e você seja considerado relevante para quem lê e chega até você.

Qualquer técnica de SEO é menos importante que as pessoas que vão buscar o seu conteúdo e é a elas que você tem que querer agradar. Isso trará satisfação para o seu trabalho. Se você só estiver preocupado com o Pagerank de suas páginas ou se seu blog está no topo das redes-sociais ou dos mecanismos de nada valerá se os visitantes chegarem até seus artigos e forem embora pela mesma porta que entraram.

In Ferraments Blog, por Marcos Lemos.
Fonte: http://www.blogmidia8.com

Tags | , , , , , , ,