Aumentando a produtividade com GTD

Cansado de ficar cheio de tarefas e sem organização nenhuma? O GTD pode te ajudar muito nisto!

GTD é um método eficaz de organização e produtividade pessoal que pode melhorar sua motivação e seus resultados. A metodologia GTD, ou Getting Things Done, foi descrita inicialmente no livro “Getting Things Done: The Art of Stress-Free Productivity“, de David Allen. Os preceitos de Allen são baseados em ideias simples e relativamente fáceis de manter, por não dependerem de nenhuma técnica complexa nem de suporte tecnológico avançado, vêm ganhando adeptos no mundo todo através de seus métodos eficazes e simples.

As idéias de David Allen são realmente simples e fáceis de botar em prática, se baseando em uma premissa que qualquer um compreende sem esforço: nossa capacidade de ser produtivos é diretamente proporcional à nossa capacidade de deixar o trabalho fluir sem necessidade de intervenção consciente no gerenciamento da seqüência de tarefas. É preciso criar uma base de organização mental e do ambiente para poder atingir o patamar desejado de produtividade com menos stress, liberando o nosso potencial criativo.

E o método está longe de ser abstrato. Embora inclua “regras” como as que permitem escolher quais tarefas realizar imediatamente e quais adiar, ou como tratar a sua lista de atividades e projetos pendentes, ele também envolve aspectos bastante práticos, incluindo sugestões sobre qual a melhor forma de armazenar e classificar o oceano de papéis (contas, bilhetes, relatórios, etc.) em que nossas vidas flutuam, ou como usar um Palm ou o seu cliente de e-mail a seu favor, e não contra a sua produtividade.

Longe de ser um livro de auto-ajuda, a obra de David Allen traz na verdade uma eficiente metodologia de organização pessoal com o objetivo de:

  • Fazer você trabalhar menos tempo
  • Fazer você trabalhar mais produtivamente
  • Liberar sua mente para pensar em coisas criativas
  • Ter controle sobre tudo o que você tem a fazer

Essas são as cinco macro-etapas do Getting Things Done:

  • Coletar
  • Processar
  • Organizar
  • Revisar
  • Executar

Primeiro devemos coletar – física e mentalmente – todas as pendências que temos, todas mesmo. Depois que estiverem todas reunidas em um sistema confiável e fora de sua cabeça, deve-se processá-las e organizá-las uma a uma, perguntando-se o que é, se é passível de ação (se não for arquiva-se), e qual encaminhamento deve ser dado (fazer na hora, delegar, adiar ou pôr no calendário).

O último ato é executar, perguntando-se sempre qual o primeiro passo em termos de movimento físico que deve ser feito para que aquela pendência deixe de ser uma pendência.

Em anexo, uma apresentação feita na SWX no dia 25/06/2012 : apresentacao-gtd

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *