Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Topo

08

fev
2012

Sem Comentários

Em Blog
Cloud Computing
Dados

Por Allison

PostgreSQL e Neo4J vão para a nuvem

Em 08, fev 2012 | Sem Comentários | Em Blog, Cloud Computing, Dados | Por Allison

Fonte: Postado por Abel Avram , traduzido por Adalberto Zanata/InfoQ

O banco relacional PostgreSQL e o banco NoSQL baseado em grafos Neo4J,estão entre os mais recentes repositórios de dados a trilharem o caminho rumo à nuvem. Já é possível executar instâncias com Postgres no AWS e acessar o Neo4J a partir do Heroku.

PostgreSQL

A EnterpriseDB, fornecedora de serviços baseados em PostgreSQL, anunciou a disponibilização do Postgres Plus Cloud Database (PPCDB) na forma de um DaaS (Banco de Dados como Serviço). O serviço oferece o PostgreSQL 9.1 e o Postgres Plus Advanced Server 9.0, na Amazon AWS, em instâncias virtuais previamente configuradas, conhecidas como AMIs.

O OpenStack, projeto de computação em nuvem baseado em IaaS (Infraestrutura como Serviço) e idealizado pela Rackspace em parceria com a NASA, terá suporte ao PostgreSQL na nuvem e será usado pelo CloudBees e o Cloud Services da HP. Outro fornecedor interessado no serviço é a Engine Yard, um provedor de PaaS (Plataforma como Serviço) focado em deployment e gerenciamento de sistemas Ruby on Rails e PHP.

O Postgres Plus Cloud Database disponibiliza uma interface web para instalar e gerenciar instâncias isoladas ou clusters de bancos de dados Postgres na nuvem, além de oferecer autodimensionamento, balanceamento de carga para leitura e gravação, replicação binária, fail-over, autoprovisionamento, armazenamento elástico, clonagem de banco de dados e backups automatizados.

O Postgres Plus Advanced Server tem compatibilidade com a Oracle, permitindo aos desenvolvedores executarem a maior parte das instruções SQL do Oracle em um banco de dados Postgres.

O custo de uma instância do PPCDB na Amazon é semelhante à de uma instância do MySQL.

Neo4J

O banco de dados NoSQL Neo4J também está indo para a nuvem. Além de melhorias como o mecanismo de consultas Cypher, um painel de administração para web, aperfeiçoamentos no kernel e uma atualização do Lucene, o Neo4J 1.6 agora pode ser acessado a partir do Heroku, através de um add-on (em beta) que oferece uma interface RESTful.

Há vários clientes REST para Neo4J que permitem utilizá-lo a partir de diferentes linguagens, incluindo.NET, Python, PHP, Ruby e Java. Os add-ons do Heroku permitem estender as funcionalidades básicas e se conectar a serviços externos. Esta última é a forma que Neo4J é acessado do Heroku.

Redes Sociais

Tags | , , , , , ,

Enviar um Comentário