Sistema de login em PHP sem Banco de Dados

Bem, recentemente decidi começar a criar scripts em php e coloca-los no “oSabetudo.com”, para que todas as pessoas interessadas na criação de sites os possam utilizar.

Este é o meu primeiro tópico aqui no “oSabeTudo” onde consta o meu primeiro script. Este script é um simples sistema de login sem a utilizar um banco de dados, que impede os visitantes não logados de aceder a páginas restritas, caso um visitante tente aceder a uma página restrita através do link directo sem que tenha sessão iniciada, a página irá redirecioná-lo para a página de login. Visto que este sistema de login não utiliza banco de dados, você pode apenas ter um utilizador, com uma senha e um login personalizado por si, depois basta divulgar esses dados aos visitantes que quer que acedam a páginas restritas.

Faça o Download do script através do link abaixo:

Download do sistema de login sem banco de dados em php por Daniel O.

Dados:

Por defeito o nome de utilizador e a senha são “user” e “senha” respectivamente (sem as aspas) mas estes dados podem ser alterados por si.

Instalação

Para instalar este script no seu site, basta descompactar os ficheiros e colocá-los na raiz do seu site.

Coloque o seguinte código na secção <body> das páginas que quer tornas restritas.

    // Inicia a sessão
    session_start();
    // Envia o utilizador para a página de login se não efectuar login com sucesso
    if ($_SESSION["Login"] != “TRUE”) {
    header(“Location: login.php”);
    }
    echo(” <form method=\”POST\” action=\”\”>
    <p><input type=\”submit\” name=\”logout\” value=\”Terminar Sessão\” /></p>”);
    if(isset($_POST["logout"])){
    session_destroy();
    header(“Location: login.php”);
    }

Para alterar a senha e o utilizador, basta aceder ao ficheiro “session_start.php”.

Para alterar o utilizador, altere a linha 12 mas mantenha as aspas, por exemplo, para mudar o utilizador de user para teste, basta colocar “teste” com as aspas na linha 12.

Para alterar a senha, basta alterar a linha 14 do arquivo, mas tal como acontece com o utilizador, na senha também tem de manter as aspas.

Fonte: Daniel O./OSabeTudo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *