Nuvem privada ganha status de tecnologia madura

A computação em nuvem privada ganhou maturidade de um ano para cá, figurando entre as tecnologias com “Pico de grandes expectativas” no relatório 2011 Emerging Technologies Hype Cycle do Gartner. Embora este seja um estágio em que a tecnologia passa por uma fase do que o mercado chama de hype (ou febre, na tradução para o português), o Gartner acredita que as tecnologias de cloud alcancem sua plenitude em dois a cinco anos.

Anualmente a empresa de análises de mercado avalia o nível de maturidade de tecnologias emergentes. São 1.900 tecnologias analisadas, divididas em 76 ciclos. O gráfico Hype Cicle vem sendo usado pelo Gartner desde 1995 para destacar tendências de super entusiasmo, desencantamento e eventual realismo que acompanham cada tecnologia e inovação.

O “Pico de grandes expectativas” é um estágio inicial no ciclo quando, de acordo com o Gartner, a publicidade gera um grande número de histórias de sucesso, que muitas vezes vêm acompanhadas por resultados de fracasso.

Segundo a análise de 2011, as cloud privadas tomaram o lugar das tecnologias tradicionais de computação em nuvem no topo da lista de “Picos de expectativas”. Enquanto isso, as plataformas de cloud/web caíram para a categoria de desencanto (Trough of Disillusionment) de 2010 para cá.

Jackie Fenn, vice-presidente do Gartner, disse em relatório que os temas em destaque este ano incluem o grande interesse e adoção de mídias sociais, cloud computing e mobilidade.

As tecnologias transformacionais que atingirão suas metas em menos de cinco anos incluem tablets e cloud computing, bem como sistemas in-memory de gerenciamento de bancos de dados, sistemas de processamento e gerenciamento de grandes dados.

No longo prazo, o Gartner acredita que impressão 3D, a “Internet das coisas”, TV por internet e soluções de respostas naturalmente humanas a perguntas estarão entre as principais forças tecnológicas. As expectativas para além de dez anos incluem bioimpressão 3D, robôs móveis e computação quântica à frente de mudanças transformacionais.

Fonte: Convergência Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *